Trabalhos premiados no XIII Encontro da SBPMat (João Pessoa, 2014) são publicados em open access pela IOP Publishing.


Já está publicado na web, com acesso aberto e gratuito (open access), o volume especial da IOP Conference Series dedicado a trabalhos vencedores do Prêmio Bernhard Gross 2014.

Por meio do Prêmio Bernhard Gross, destinado a estudantes de graduação e pós-graduação, a Sociedade Brasileira de Pesquisa em Materiais (SBPMat) distingue anualmente os melhores trabalhos (no máximo, um oral e um pôster) de cada um dos simpósios dos encontros anuais da sociedade. Em 2014, o prêmio destacou vinte trabalhos apresentados durante o XIII Encontro da SBPMat, realizado na cidade de João Pessoa (PB) de 28 de setembro a 2 de outubro de 2014.

Os autores vencedores do prêmio foram convidados pela SBPMat a submeterem seus trabalhos, na forma de artigos científicos, à avaliação por pares, visando à publicação na IOP Conference Series – línea da editora IOP Publishing dedicada à publicação de trabalhos apresentados em eventos científicos. Dentre os artigos submetidos, 8 foram aceitos para publicação e compõem este volume especial.

Veja o volume dedicado ao Prêmio Bernhard Gross 2014: IOP Conference Series: Materials Science and Engineering, Volume 97, conference 1

Boletim SBPMat – edição 26 – outubro 2014 – cobertura multimídia XIII Encontro da SBPMat.


 

Edição nº 26 – Outubro de 2014

Especial XIII Encontro da SBPMat – João Pessoa, 28 de setembro a 2 de outubro

Saudações, .

Como foi o XIII Encontro da SBPMat: textos, fotos, vídeos e arquivos das apresentações.

Cerca de 2.000 trabalhos orais e pôsteres apresentados. 105 palestras convidadas. Vindos de 20 países do mundo e das 5 regiões do Brasil, 1.650 participantes – 15% a mais do que na edição passada. Fomos além dos números e relatamos, com texto e fotos, alguns dos momentos mais destacados da intensa programação do evento. Aqui.

Nas 7 plenárias do XIII Encontro da SBPMat, cientistas destacados internacionalmente apresentaram ciência de alto nível e falaram sobre seu impacto na sociedade. LEDs, eletrônica orgânica, quasicristais, materiais para nanomedicina e simulação computacional foram os principais temas abordados. Apresentamos para nossos leitores um breve relato de cada palestra, fotos dos nossos plenaristas e arquivos das apresentações, gentilmente cedidos pelos palestrantes. Aqui.

Os 19 simpósios deste ano abordaram um universo de assuntos: novos materiais, materiais tradicionais, técnicas de processamento e análise, aplicações em diversos segmentos, transferência de tecnologia… Entre seus coordenadores, o evento registrou pesquisadores de universidades, institutos de pesquisa e empresas do Brasil e outros 7 países. Compartilhamos aqui vídeos com breves depoimentos de alguns desses coordenadores sobre seus simpósios. Assista aqui.

No XIII Encontro da SBPMat foi realizado o lançamento da publicação “Science impact. A special report on materials science in Brazil“, realizada pelo IOP junto à SBPMat. Distribuído em primeira mão para todos os participantes, o documento, em inglês, apresenta ao mundo o panorama atual da pesquisa em Materiais no Brasil. Saiba mais.

Também durante o encontro, 30 jovens participaram de um momento histórico: a primeira reunião do Programa University Chapters da SBPMat. Os 4 chapters criados se apresentaram, e autoridades da SBPMat falaram com os estudantes. Saiba mais.

Prêmio Bernhard Gross 2014: 20 jovens premiados por apresentarem os melhores trabalhos dos simpósios do XIII Encontro da SBPMat. 

Dentre os 20 vencedores, foram escolhidos o melhor oral e o melhor pôster do XIII Encontro da SBPMat. A premiação ocorreu no último dia do encontro. Publicamos a lista dos trabalhos e autores premiados e as fotos da entrega dos certificados. Aqui.

O Prêmio Bernhard Gross ao melhor trabalho apresentado em sessão oral foi outorgado a Juliana Eccher, por uma pesquisa pioneira no Brasil sobre o uso de cristais líquidos como semicondutores orgânicos, desenvolvida no seu doutorado pela UFSC junto a uma série de colaboradores internacionais. Saiba mais sobre o trabalho e seus autores.

André Luiz Maia de Azevedo foi destacado com o Prêmio Bernhard Gross ao melhor pôster do XIII Encontro da SBPMat por um trabalho que desenvolveu em seu mestrado na UFF. Formado em Farmácia, e profissional da área, André conseguiu o que buscava: diminuir custos e superar limitações das técnicas existentes para análise de fármacos ao desenvolver um compósito de grafite e epóxi utilizado como eletrodo dentro de uma célula eletroquímica. Saiba mais sobre o trabalho e seus autores.

XIV Encontro da SBPMat: reservemos nossas agendas!

Com coordenação do professor Marco Cremona (PUC-Rio), a décimo quarta edição do encontro anual da SBPMat será realizada no Rio de Janeiro, de 27 de setembro a 1º de outubro de 2015, no Centro de Convenções SulAmérica  – um espaço moderno, de fácil e rápido acesso a partir de qualquer bairro da “cidade maravilhosa”.

Repercurssão do XIII Encontro da SBPMat na web.
No site do Instituto de Física de São Carlos: 13º Encontro da SBPMat ultrapassa fronteiras.
No site da SINC do Brasil: 13º ENCONTRO DA SBPMat ULTRAPASSA FRONTEIRAS.
No blog do INCT de Engenharia de Superfícies: Como foi nosso simpósio de Engenharia de Superfícies em João Pessoa.
No site da International Union of Materials Research Societies: algumas edições dos boletins eletrônicos da SBPMat .
Algumas dicas de leitura.
Prêmio Nobel de Física 2014: uma fonte de luz energeticamente eficiente e ambientalmente correta, o LEDAqui.
 Prêmio Capes de melhor tese em Materiais: síntese rápida de compostos de titanato de estrôncio para sensor de gás. Aqui.
Arquivos de apresentações e fotos do “Second IUMRS International Conference for Young Researchers” (ICYRAM), Haikou, Hainan, China, 24 a 26 de outubro. Aqui.
Oportunidades.
 Processo seletivo para mestrado e doutorado em Materiais do PGMAT- UCS, em Caxias do Sul (RS). Aqui.
 UFABC abriu inscrições para Pós-Graduação em Nanociências e Materiais Avançados. Aqui.
 Processo Seletivo para os cursos do Programa de Pós-Graduação em Engenharia da Nanotecnologia da COPPE/UFRJ. Aqui.
Nosso perfil no TwitterNossa página no Facebook
Para divulgar novidades, oportunidades, eventos ou dicas de leitura da área de Materiais, escreva para comunicacao@sbpmat.org.br.
Descadastre-se caso não queira receber mais e-mails.

 

Prêmio Bernhard Gross ao melhor pôster do XIII Encontro para André Luiz Maia Azevedo, à procura de inovações na análise de fármacos.


Trabalho premiado: Sensor development exploiting graphite-epoxy composite as electrode material. André Luiz Maia Azevedo, Renato Soares de Oliveira, Eduardo Ariel Ponzio, Felipe Silva Semaan; Universidade Federal Fluminense

Representando André Azevedo, seu orientador Felipe Silva Semaan recebeu do presidente da SBPMat o certificado de melhor pôster do evento.

Graduado em Farmácia Industrial pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e farmacêutico num laboratório multinacional, André Luiz Maia Azevedo mergulhou na área de Materiais no seu mestrado em Química buscando diminuir os custos e superar limitações de técnicas usadas na análise de fármacos. “Durante minha vida profissional adquiri conhecimentos em técnicas analíticas que demandam gastos maiores tanto na aquisição quanto na manutenção e operação, como, por exemplo, CLAE, CG, AA – chama/forno de grafite”, relata o vencedor do prêmio. “Isso me motivou a iniciar o desenvolvimento de técnicas analíticas no campo da Eletroquímica”, completa.

O trabalho de mestrado de André, orientado pelo professor Felipe Silva Semaan e financiado pela FAPERJ, CNPq e UFF, foi realizado entre 2012 e 2014 no grupo G2E (Grupo de Eletroquímica e Eletroanalítica) do Instituto de Química da UFF, dentro da linha de pesquisa em compósitos iniciada no grupo em 2009. “O emprego de materiais compósitos visava minimizar ainda mais os custos para a pesquisa (pois não haveria necessidade de adquirir eletrodos de trabalho comerciais) e abria a possibilidade de desenvolvimento de modificações químicas e ajustes de modelos para aplicações específicas”, comenta o mestre.

André e o grupo de pesquisadores desenvolveram então compósitos de grafite e epóxi em diversas composições, os quais foram caracterizados por meio de análise termogravimétrica (TGA-DTA), microscopia de força atômica (AFM), difração de raios X (XDR) e voltametria cíclica. Uma dessas composições, com 64,4% de grafite, mostrou os melhores resultados quanto à estabilidade térmica e química, propriedades mecânicas e elétricas e desempenho eletroquímico. O compósito foi utilizado como eletrodo dentro de uma célula eletroquímica.

“A contribuição científica deste trabalho para a sociedade é a disponibilização de um material com valor agregado, cujo custo fica cerca de 300 vezes menor que o comercial (o eletrodo de carbono vítreo), sendo capaz de executar tarefas com qualidade equivalente”, afirma André, que se diz atraído pela atividade científica porque lhe oferece a possibilidade de empregar ferramentas que adquiriu na universidade para solucionar problemas da sociedade.

O trabalho, apresentado no Simpósio P sobre compósitos e nanoestruturas avançadas de carbono, mereceu o Prêmio Bernhard Gross ao melhor pôster do XIII Encontro da SBPMat, além do melhor pôster do Simpósio P. Resultados parciais da mesma pesquisa já tinham sido distinguidos no encontro da SBPMat do ano passado, onde André recebeu o Prêmio Bernhard Gross ao melhor trabalho do simpósio sobre ciência, engenharia e comercialização de dispositivos industriais, eletrônicos e biomédicos.

O mestrado de André finalizou com este destaque da SBPMat, mas o trabalho no grupo continua. Os pesquisadores estão preparando uma patente de modelo de utilidade e/ou patente de inovação. E os resultados do trabalho de André estão servindo como base para o desenvolvimento de eletrodos compósitos modificados com filmes de metais, filmes de acetato de celulose e quitosana modificada para encapsular nanopartículas, entre outras linhas.

“A premiação neste congresso internacional recompensa o esforço e dedicação de todos os envolvidos e norteia para maiores discussões, apontando para a viabilidade de obtenção dos produtos objetivados pelo grupo”, expressa André.

Veja o arquivo do pôster premiado:

Prêmio Bernhard Gross ao melhor trabalho oral para Juliana Eccher, por pesquisa pioneira no Brasil sobre o uso de cristais líquidos como semicondutores orgânicos.


Trabalho premiado: Electrical response of a columnar liquid crystal applied in a diode structure. Juliana Eccher1, Gregorio Couto Faria2, Harald Bock3, Heinz Von Seggern4, Wojciech Zajaczkowski5, Wojciech Pisula5, Ivan H. Bechtold1; 1Universidade Federal de Santa Catarina, 2Universidade de São Paulo, 3Centre de Recherche Paul Pascal, Cnrs and Univ.Bordeaux, 4Technische Universität Darmstadt, 5Max-Planck-Institut For Polymer Research, Mainz.

Juliana Eccher recebeu o certificado de melhor trabalho oral do XIII Encontro da SBPMat, entregue pelo chairman do encontro de 2015.

O Prêmio Bernhard Gross ao melhor trabalho apresentado em sessão oral no XIII Encontro da SBPMat foi outorgado a uma pesquisa pioneira no Brasil no seu tema. “A meu ver, a principal relevância na premiação deste trabalho deve-se à divulgação da pesquisa envolvendo cristais líquidos como semicondutores orgânicos para aplicações no campo da eletrônica orgânica, principalmente no que se refere ao Brasil, visto que não existem muitos grupos voltados para esta pesquisa no país”, diz a doutora recém-diplomada Juliana Eccher, que apresentou o trabalho no Simpósio D de materiais e dispositivos de eletrônica orgânica e foi a destinatária do prêmio.

Graduada pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Juliana obteve os melhores índices de aproveitamento da sua turma na licenciatura e no bacharelado em Física. Decidiu seguir carreira acadêmica na área de Física experimental e foi fazer o mestrado e o doutorado na UFSC, ambos relacionados ao estudo de cristais líquidos, no campo dos materiais. “A pesquisa em materiais é fascinante, pois oferece um amplo leque de estudo em diversas áreas do conhecimento”, diz Juliana, que participou do encontro da SBPMat em três oportunidades. “O que mais me atrai é a possibilidade de novas descobertas e a diversidade de aplicações”, completa.

Os cristais líquidos, materiais usados nas amplamente comercializadas telas LCD, têm sido reconhecidos recentemente como uma classe promissora de semicondutores orgânicos auto-organizados com elevada mobilidade de carga. Alguns deles são chamados de colunares porque suas moléculas, de formato semelhante ao de um disco, empilham-se umas sobre as outras formando colunas estáveis. Quando as colunas estão alinhadas perpendicularmente ao substrato, tem-se o alinhamento homeotrópico – configuração ideal para a aplicação em OLEDs (diodos orgânicos emissores de luz) e OPVs (dispositivos fotovoltaicos orgânicos).

O trabalho vencedor do Prêmio Bernhard Gross, desenvolvido durante o doutorado em Física de Juliana Eccher, com a orientação do professor Ivan Bechtold, relacionou as mudanças nas propriedades elétricas com a organização molecular do filme fino de um cristal líquido baseado no centro aromático perileno-diimida, o qual foi investigado dentro de uma estrutura de diodo. O trabalho foi financiado pelo CNPq, em particular por meio do INCT/INEO, e pela CAPES.

Na pesquisa, a equipe pôde obter o alinhamento homeotrópico em filmes depositados por meio da técnica de spin-coating ao submetê-los a tratamento térmico (annealing), resultando num aumento de cinco ordens de grandeza na mobilidade de carga e também num significativo incremento na intensidade de eletroluminescência do dispositivo.

Doutorado com colaborações internacionais

O trabalho foi viabilizado graças a uma série de colaborações internacionais. A síntese do composto orgânico estudado foi realizada pelo doutor Harald Bock do Centre de Recherche Paul-Pascal, CNRS, na França, colaborador desde 2010 do Laboratório de Optoeletrônica Orgânica e Sistemas Anisotrópicos (LOOSA) do Departamento de Física da UFSC, que é coordenado pelo professor Bechtold. Inicialmente no Brasil, por meio de uma colaboração com o professor Gregório Faria do Instituto de Física de São Carlos da USP, a equipe começou a investigar a potencialidade do material orgânico como camada emissora em uma estrutura de diodo.  Além disso, em 2013, Juliana fez um estágio “sanduíche” no grupo do professor Heinz von Seggern na Technische Universität Darmstadt, na Alemanha, onde conseguiu fabricar os dispositivos e fazer sua caracterização elétrica. Ainda durante o estágio de pesquisa de Juliana, foi estabelecida uma colaboração com o doutor Wojciech Pisula, do Max-Planck-Institut for Polymer Research, cujo grupo realizou análises de raios x com incidência rasante (GIWAXS), as quais foram fundamentais para investigar a orientação das colunas com relação à superfície. Ainda devido à colaboração com o professor Gregório, foi desenvolvido o modelo teórico utilizado na análise das medidas elétricas de densidade de corrente em função da voltagem aplicada.

“O principal resultado alcançado na minha tese de doutorado foi mostrar que, dependendo da aplicação desejada, foi possível modificar e controlar a orientação dos domínios líquido-cristalinos em relação aos eletrodos, o que melhorou significativamente as propriedades elétricas dos dispositivos”, resume Juliana.

Para saber mais sobre este trabalho

– Tese de doutorado de Juliana Eccher: http://ppgfsc.posgrad.ufsc.br/files/2010/07/Tese-BU_Juliana-Eccher.pdf

– Artigo científico publicado: J. Eccher, G. C. Faria, H. Bock, H. von Seggern, I. H. Bechtold. ACS Appl. Mater. Interfaces, 5, 11935-11943 (2013).

– Arquivo da apresentação de Juliana Eccher no Simpósio D do XIII Encontro da SBPMat:

 

Prêmio Bernhard Gross 2014 destacou vinte trabalhos de estudantes do XIII Encontro da SBPMat.


O Prêmio Bernhard Gross da SBPMat destaca os melhores trabalhos de cada simpósio dos encontros anuais da SBPMat (no máximo, um oral e um pôster por simpósio) apresentados por estudantes de graduação ou pós-graduação. Dentre os finalistas, são escolhidos o melhor oral e o melhor pôster de todo o encontro. O prêmio homenageia um pioneiro da pesquisa na área de Materiais no Brasil, o engenheiro e físico Bernhard Gross (1905 – 2002).

No dia 2 de outubro de 2014, no encerramento do XIII Encontro da SBPMat, foram anunciados os vinte vencedores desta edição do Prêmio Bernhard Gross. Os trabalhos premiados poderão fazer parte de um volume especial do periódico de acesso aberto “IOP Conference Series: Materials Science and Engineering”. Veja a lista completa dos vencedores:

– Melhor trabalho do Simpósio A

Pôster: Information On Crystallinity Index Of Sugarcane Biomass Submitted To A Chemical and Enzymatic Treatment Via Solid-State Nuclear Magnetic Resonance (Ssnmr); Oigres Daniel Bernardinelli1, Igor Polikarpov1, Eduardo Ribeiro de Azevedo1; 1Instituto de Física de Sao Carlos.

– Melhor trabalho do Simpósio B

Oral: Synthesis Of Potassium Niobates By Microwave Assisted Solvothermal Method; Thiago Marinho Duarte1, Luzia Maria Castro Honório1, Juliana Kelly Dionízio de Souza1, Arnayra Sonayra Brito Silva1, Elson Longo2, Ricardo Luis Tranquilin3, Iêda Maria Garcia Santos4, Antônio Gouveia de Souza1, Ary da Silva Maia1; 1Universidade Federal da Paraiba, 2Universidade Estadual Paulista, Campus de Araraquara, 3Universidade Federal de São Carlos – Campus: São Carlos,4Universidade Federal da Paraíba.

– Melhor trabalho do Simpósio C

Pôster: Magnetic Particles As Affinity Matrix For Purification Of Antithrombin; Aurenice Arruda Dutra Das Merces1, Jackeline da Costa Maciel2, Luiz Bezerra de Carvalho Júnior1; 1Universidade Federal de Pernambuco, 2Universidade Federal de Roraima.

 

– Melhores trabalhos do Simpósio D

Oral: Electrical Response Of A Columnar Liquid Crystal Applied In A Diode Structure. Juliana Eccher1, Gregorio Couto Faria2, Harald Bock3, Heinz Von Seggern4, Wojciech Zajaczkowski5, Wojciech Pisula5, Ivan H. Bechtold1; 1Universidade Federal de Santa Catarina, 2Universidade de São Paulo, 3Centre de Recherche Paul Pascal, Cnrs and Univ.Bordeaux, 4Technische Universität Darmstadt, 5Max-Planck-Institut For Polymer Research, Mainz. TAMBÉM VENCEDOR DO PRÊMIO AO MELHOR ORAL DO XIII ENCONTRO DA SBPMAT.

Pôster: How Surface Interactions Freeze Polymer Molecules At Room Temperature: A Single Molecule Approach; Francineide Lopes de Araújo1, Gustavo Targino Valente1, Roberto Mendonça Faria1, Francisco Eduardo Gontijo Guimarães1; 1São Carlos Institute Of Physics, University Of São Paulo.

– Melhor trabalho oral dos Simpósios E/G/P

Oral: Bioactive Hybrid Aminopropyl-Silica Coating To Support Neuronal Growth and Suppress Astrocyte Development; Larissa Brentano Capeletti1,2,3, Mateus B. Cardoso2, João Henrique Zimnoch dos Santos4, Wei He1; 1University Of Tennessee Knoxville, 2Laboratório Nacional de Luz Síncrotron, 3Universidade do Rio Grande do Sul, 4Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

– Melhor trabalho do Simpósio F

Oral: Evaluation of polymeric coatings on their efficiency of inhibiting the formation of inorganic scale. Maria de Fátima B. Souza, Celso Aparecido Bertran, Mônica de Oliveira Penna.

– Melhor trabalho do Simpósio G

Pôster: Theoretical Investigation Of Optical and Structural Properties Of Ba-Doped Zno Material; Luis Henrique da Silveira Lacerda1, Sergio Ricardo de Lazaro1, Renan Augusto Ribeiro1; 1Universidade Estadual de Ponta Grossa.

– Melhores trabalhos do Simpósio H

Oral: Luminescence Mechanism Of Titanium Doped Rare Earth Oxysulfides Phosphors Obtained By Rapid Microwave Preparation; José Miranda Carvalho1, Cássio Cardoso Santos Pedroso1, Miguel Aguirre Stock Grein Barbará1, Pawel Gluchowski2,3, Lucas Carvalho Veloso Rodrigues4, Maria Cláudia França da Cunha Felinto5, Jorma Hölsä2, Hermi Felinto Brito4; 1Instituto de Química da Usp, 2University Of Turku / Turun Yliopisto, 3Institute Of Low Temperature and Structure Research, 4Universidade de São Paulo, 5Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares.

Pôster: Amino Funcionalization Of Y2O3:eu(Iii) Red Nanophosphor Monitored By Luminescence Spectroscopy and Transmission Electron Microscopy; André Lucas Costa1, João Paulo Gelamos1, Gabriel Mamoru Marques Shinohara2, Sergio Antonio Marques Lima1, Ana Maria Pires1; 1Fct-Unesp Campus de Presidente Prudente, 2Instituto de Química da Unesp.

– Melhores trabalhos do Simpósio K

Oral: Automatic Reconstruction Of Austenite Grain Structure In Martensitic Eurofer-97 Steel From Electron Backscatter Diffraction Data; Verona Biancardi Oliveira1, Hugo Ricardo Zschommler Sandim1; 1Escola de Engenharia de Lorena – Universidade de São Paulo.

Pôster: A Dilatometric Study Of The Continuous Heating Transformations In Maraging 300 Steel; Adriano Gonçalves dos Reis1, Danieli Aparecida Pereira Reis2, Antonio Jorge Abdalla3, Jorge Otubo1, Hugo Ricardo Zschommler Sandim4; 1Instituto Tecnológico de Aeronáutica, 2Universidade Federal de São Paulo, 3Instituto de Estudos Avançados, 4Escola de Engenharia Química de Lorena – Universidade de São Paulo.

– Melhores trabalhos do Simpósio L

Oral: Photoelectrochemical Study Of Ta3N5 Nanotubes For Water Splitting; Sherdil Khan1, Marcos Jose Leite Santos1, Jairton Dupont1, Sérgio Ribeiro Teixeira1; 1Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Pôster: Hydrogen Production From Rice Husk Gray Obtained In The Pyrolysis Process; Suelen Rodrigues Almeida1, Carolina Elicker1, Bruno Muller Vieira1, José Ramon Jurado Egea2, Pedro José Sanches Filho3, Mário Lúcio Moreira1, Sergio da Silva Cava1, Cristiane Raubach Ratmann1;1Universidade Federal de Pelotas, 2Consejo Superior de Investigaciones Científicas, 3Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul.

– Melhores trabalhos do Simpósio M

Oral: Graphene Nanoribbons Decorated With Magnetic Fe3O4 Nanoparticles For Dna Sensing; Blanca Azucena Gómez Rodríguez1, Manuel Perez Caro2, Deborah Zanforlin3, Ana Laura Elías4, José Luiz Lima1,5, Antonio Gomes Souza Filho6, Mauricio Terrones4, José Albino Aguiar1; 1Universidade Federal de Pernambuco, 2Texas State University, 3Universidade Federal de Pernanbuco, 4Penn State University, 5Departamento de Bioquímica – Ufpe, 6Universidade Federal do Ceará.

Pôster: Adjusting Supramolecular Electrostatic Interactions To Produce Mucoadhesive Nanocarriers For Protein Delivery; Leonardo Miziara Barboza Ferreira1, Natália Noronha Ferreira, Charlene Priscila Kiill, Jovan Duran Alonso, Maria Palmira Daflon Gremião; 1Faculdade de Ciências Farmacêuticas-Unesp.

– Melhor trabalho do Simpósio N

Pôster: Preparation and Characterization Of The Lbl Films Based Nanoparticle Graphene Oxide Interacting With 3-N-Propylpirydinium Silsesquixane Chloride; Rodolfo Bonoto Estevam, Rodolfo Thiago Ferreira1, Alan Ben-Hur Bischof, Fábio Santana dos Santos, Cleverson Siqueira Santos, Sérgio Toshio Fujiwara, Karen Wohnrath, Jarem Garcia, Christiana Andrade Pessoa; 1Universidade Estadual de Ponta Grossa.

– Melhor trabalho do Simpósio O

Pôster: Layered Materials As Nanocarriers To Bioactive Molecules; Caroline Silva de Matos, Michele Aparecida Rocha1, Christine Taviot Gueho2, Fabrice Leroux2, Vera Regina Leopoldo Constantino1; 1Instituto de Química da Universidade de São Paulo, 2Institut de Chimie de Clermont-Ferrand.

– Melhor trabalho do Simpósio P

Pôster: Sensor Development Exploiting Graphite-Epoxy Composite As Electrode Material. André Luiz Maia Azevedo1, Renato Soares de Oliveira1, Eduardo Ariel Ponzio1, Felipe Silva Semaan1; 1Universidade Federal Fluminense. TAMBÉM VENCEDOR DO PRÊMIO AO MELHOR PÔSTER DO XIII ENCONTRO DA SBPMAT.

– Melhor trabalho do Simpósio S

Pôster: Structural, Thermal and Optical Studies Of A Nanostructured Composite Formed By Binary Mixtures Of Elemental Nickel and Antimony Powders Produced By Mechanical Alloying; Gleison Adriano da Silva1, Sérgio Michielon de Souza1; 1Universidade Federal do Amazonas.

XIII Encontro da SBPMat: recorde de submissões, com mais de 2.100 resumos enviados.


O XIII Encontro da SBPMat, que será realizado em João Pessoa de 28 de setembro a 2 de outubro, registra mais de 2.100 trabalhos submetidos – um recorde na história dos encontros anuais da Sociedade.

Entre os 19 simpósios do evento deste ano, os que receberam mais submissões, contando com mais de 200, foram o simpósio N, dedicado à Engenharia de Superfícies; o M, sobre nanomateriais para nanomedicina, e o B, de materiais cerâmicos e metálicos obtidos por métodos químicos.

O prazo de submissão de resumos encerrou no dia 13 de junho. Até o dia 15 de julho, os autores dos trabalhos submetidos receberão a notificação de aprovação, necessidade de modificação ou rejeição.

Prêmio Bernhard Gross
Entre os trabalhos aceitos, aqueles submetidos por autores que são estudantes de graduação ou pós-graduação poderão concorrer ao Prêmio Bernhard Gross. Por meio desse prêmio, o comitê do XIII Encontro da SBPMat distinguirá os melhores trabalhos de cada simpósio (no máximo, um oral e um pôster) apresentados por estudantes. Os trabalhos vencedores poderão ser publicados em um volume especial, dedicado ao XIII Encontro da SBPMat, do periódico de acesso aberto “IOP Conference Series: Materials Science and Engineering”, sem custo para os autores. Para participar do prêmio, os autores, após serem notificados da aprovação, deverão submeter um resumo estendido, conforme as instruções e o modelo que constam no site do evento.

Sobre o evento
O encontro anual da SBPMat é um tradicional fórum internacional dedicado aos recentes avanços e perspectivas em ciência e tecnologia de Materiais. Nas últimas edições, o evento tem reunido cerca de 1.500 participantes das cinco regiões do Brasil e de dezenas de outros países para apresentação e discussão de trabalhos de pesquisa científica e tecnológica na área de Materiais. O evento conta também com palestras plenárias de pesquisadores mundialmente destacados e com expositores do interesse da comunidade de Materiais.

Agenda

  • Notificações de aceite: até 15 de julho
  • Ressubmissão de trabalhos após notificação de necessidade de modificação: até 10 de julho
  • Submissão de resumos estendidos para o Prêmio Bernhard Gross: de 15 de julho até 08 de agosto. SUBMISSÃO DE RESUMO ESTENDIDO PRORROGADA ATÉ 15 DE AGOSTO.

XIII Encontro SBPMat: submeta seu trabalho e participe do Prêmio Bernhard Gross.


João Pessoa. Crédito: Cacio MuriloEstá aberta, até o dia 23 de maio, a submissão de resumos para o XIII Encontro da Sociedade Brasileira de Pesquisa em Materiais (SBPMat). O evento será realizado de 28 de setembro a 2 de outubro em João Pessoa, no Centro de Convenções da cidade, recém-inaugurado.

São aceitos trabalhos de pesquisadores e estudantes do Brasil e do exterior em qualquer uma das áreas dos 19 simpósios do evento, os quais cobrem os mais variados temas da pesquisa em Materiais e suas aplicações. Os simpósios foram selecionados pelo comitê organizador do evento a partir das propostas recebidas numa chamada lançada em outubro do ano passado e direcionada a toda a comunidade científica.

Os melhores trabalhos de cada simpósio (no máximo, um pôster e um oral) apresentados por estudantes de graduação ou pós-graduação serão destacados no final do evento com o Prêmio Bernhard Gross. Os trabalhos premiados poderão fazer parte de um volume especial, dedicado aos melhores trabalhos do XIII Encontro da SBPMat, do periódico de acesso aberto “IOP Conference Series: Materials Science and Engineering”.

Sobre os Encontros da SBPMat

O encontro anual da SBPMat é um tradicional fórum internacional dedicado aos recentes avanços e perspectivas em ciência e tecnologia de Materiais. Nas últimas edições, o evento tem reunido cerca de 1.500 participantes das cinco regiões do Brasil e de dezenas de outros países para apresentação e discussão de trabalhos de pesquisa científica e tecnológica na área de Materiais. O evento conta também com palestras plenárias de pesquisadores mundialmente destacados e com expositores do interesse da comunidade de Materiais.

Instruções para envio dos resumos e para participação no Prêmio Bernhard Gross: http://sbpmat.org.br/13encontro/authors/?lang=pt

Artigo em destaque: trabalho vencedor do Prêmio Bernhard Gross.


Neste mês, a seção “Artigos em destaque” do boletim traz a divulgação do trabalho vencedor do Prêmio Bernhard Gross ao melhor trabalho de estudantes apresentado no XII Encontro da SBPMat:

Self-organized 2-D Ni particles deposited on titanium oxynitride coated Si crystal sculpted by low energy ion beam. M. Morales, R. B. Merlo, R. Droppa Jr, and F. Alvarez.

Texto de divulgação:

Silício revestido para promover a auto-organização de partículas metálicas

Uma pesquisa de doutorado que está sendo desenvolvida no Instituto de Física “Gleb Wataghin”, da Unicamp, gerou uma contribuição à engenharia de superfícies ao propor um método simples para promover a formação de estruturas auto-organizadas sobre superfícies nanoestruturadas. Apresentada no XII Encontro da SBPMat pela doutoranda Mónica Morales Corredor, a pesquisa mereceu o Prêmio Bernhard Gross ao melhor trabalho do evento.

No trabalho, os pesquisadores descrevem a realização de três passos sucessivos. Num primeiro momento, um substrato de silício (Si) é esculpido mediante bombardeamento com íons de xenônio (Xe+), formando um padrão regular de sulcos e ondulações. Em seguida, essa superfície ondulada é revestida com um filme de oxinitreto de titânio (TiNxOy) que acompanha os relevos da lâmina de silício. Finalmente, partículas de níquel (Ni) são depositadas sobre o filme usando a técnica de pulverização catódica por feixe de íons. De maneira espontânea, as partículas se organizam num padrão que lembra uma malha ou rede de pesca.

 

À esquerda, imagem topográfica de AFM das partículas de Ni depositadas sobre substratos de TiNxOy em Si nanoestruturado. À direita apresenta-se o esquema do sistema formando uma rede com simetria 2D.

O tema das superfícies nanoestruturadas combinadas com arranjos de partículas metálicas tem sido alvo de estudos pelas suas possibilidades de aplicação para fins ópticos, magnéticos ou catalíticos, como por exemplo, no crescimento de nanotubos de carbono. Nesse contexto, um dos principais méritos ou novidades do trabalho premiado é o uso do filme de oxinitreto de titânio. “Ele preserva as nanoestruturas geradas pelo bombardeamento iônico e atua como barreira à difusão superficial das partículas metálicas”, diz Mónica. No trabalho apresentado no encontro, além de descreverem os passos necessários para a fabricação do sistema, os autores discutem os processos de difusão e nucleação envolvidos na formação dessa rede de partículas regularmente distribuídas.

A estudante premiada

Mónica Morales Corredor, primeira autora do trabalho vencedor, tem graduação, mestrado e doutorado (este último, em curso) em Física. “O fato de eu escolher a Física como carreira já implica um interesse por querer entender a natureza, e a pesquisa faz parte desse entendimento”, comenta Mónica, que trabalha com Materiais desde a graduação.

De nacionalidade colombiana, a estudante se formou em seu país de origem e depois veio para o Brasil para fazer o mestrado, no qual estudou o efeito das superfícies no crescimento de nanotubos de carbono. “Depois de acabar o mestrado, vi que ainda faltava muito por entender e por trabalhar nesse tema, motivo pelo qual decidi continuar com meu doutorado, ainda na mesma área e com o mesmo orientador, o professor Fernando Alvarez”, relata Mónica.

O Prêmio Bernhard Gross

Homenagem a um dos pioneiros da pesquisa em Materiais no Brasil, o professor Bernhard Gross, o prêmio foi instituído pela SBPMat para promover e reconhecer a participação de jovens no estudo da ciência e tecnologia de Materiais ao selecionar os melhores trabalhos de estudantes de graduação e pós-graduação apresentados nos encontros anuais da sociedade. De acordo com os professores José Alberto Giacometti e Julio Sambrano, coordenadores do XII Encontro da SBPMat, o prêmio deve incentivar a melhora crescente na qualidade dos resumos submetidos e no preparo dos alunos para apresentar os painéis.

Entrega do Prêmio Bernhard Gross ao melhor trabalho do simpósio. À esquerda, o representante da empresa Shimadzu, patrocinadora do prêmio. À direita e à esquerda do estudante que recebeu o prêmio, respectivamente, os professores José Alberto Giacometti e Julio Sambrano, coordenadores do XII Encontro da SBPMat.

Prêmios Bernhard Gross 2013

No XII Encontro da SBPMat, foram selecionados dentro do Prêmio Bernhard Gross os melhores trabalhos de onze simpósios e, entre eles, o melhor trabalho de todo o evento. Os melhores trabalhos dos simpósios foram escolhidos pelas comissões julgadoras montadas pelos organizadores de cada simpósio. Para a seleção do melhor trabalho do evento, os membros de todas as comissões se reuniram. “Neste ano o júri teve muita dificuldade em escolher, pois o evento teve um número muito grande de excelentes trabalhos”, diz o professor Roberto Faria, presidente da SBPMat.

A cerimônia de premiação ocorreu durante a solenidade de encerramento do encontro, no dia 3 de outubro. O melhor trabalho do evento recebeu mil reais da empresa Shimadzu, patrocinadora do Prêmio Bernhard Gross 2013. Veja a relação dos trabalhos premiados:

Melhor trabalho do XII Encontro da SBPMat: Self-organized 2-D Ni particles deposited on titanium oxynitride coated Si crystal sculpted by low energy ion beam, M. Morales, R. B. Merlo, R. Droppa Jr, and F. Alvarez. Trabalho apresentado no simpósio L (Surface Characterization: Techniques and Applications).

Melhor trabalho do simpósio A (Sol-Gel Materials: From Fundamentals to Advanced Applications): Impedance electrical immunosensor for hepatitis C diagnostics based on biorecognition between the antigenic peptide NS5A-1 and the antibody anti-HCV. Marli Leite de Moraes, Alem-Mar Bernardes Gonçalves, Lais Roncalho Lima, Fernando Vieira Paulovich, Osvaldo Novais Oliveira Jr and Sidney José Lima Ribeiro.

Melhor trabalho do simpósio B (Inorganic Thin Films – Methods and Applications):  Improvement of the wear properties of a diamond-like carbon film coated on ultrahigh molecular weight polyethylene for biomaterials. Jéssica Pereira dos Santos and Sérgio Camargo.

Melhor trabalho do simpósio C (Synthesis and Properties of Nanometric Materials): Cytotoxicity and Genotoxicity Evaluations of Nitric Oxide Donor Superparamagnetic Iron Oxide Nanoparticles. Amanda Franco Ludescher, Renata de Lima, Jhones Luis Oliveira, Ana Carolina Ferrarini, Amedea Barozzi, Seabra and Paula Silvia Haddad.

Melhor trabalho do simpósio D (Materials and Devices for Renewable Energy, Sustainability and Environment Protection): Study of the recovery and recycling of tailings from the concentration of iron ore for the production of ceramic aiming at sustainability. Fabiane Leocádia Silva, Fernando Gabriel Araújo, Fernando Leopoldo Kruger, Ana Paula Silva and Rodrigo Claudiano Gomes.

Melhor trabalho do simpósio E (Structure- properties relationship of advanced metallic materials): Deformation and Recrystalization of a trip/twip steel with 17% Mn and low C. Mirele Oliveira, Sara Ferreira de Dafé.

Melhor trabalho do simpósio F (Organic Electronics and hybrids: materials and devices): A facile combination of electroluminescence and photoluminescence properties to produce white light based on polymeric light-emitting diodes. Fernando Junior Quites, Teresa Dib Zambon Atvars and Gregorio Couto Faria.

Melhor trabalho do simpósio G (Molecular Modeling Materials Science): Hydrogen bonding of N-methylformamide with acetone. Glauco Garrido Almeida and João Marques Cordeiro.

Melhor trabalho do simpósio H (New Trends in Biomaterials and Nanomaterials Applied to Biosystems): Magnetic nanoparticles coupled with β-cyclodextrin as a delivery system for doxorubicin. Amanda Watanabe Paraguassú, Célia Machado Ronconi and Maria Domingues Vargas.

Melhor trabalho do simpósio N (Materials Education Symposium): An integrated project-based course for teaching of biomaterial biocompatibility to undergraduate students. Daniela Costa Silva, Juliana Alves Côrtes, Róber Freitas Bachinski, Carolina Nascimento Spiegel and Gutemberg Gomes Alves.

Melhor trabalho do simpósio O (Science, Engineering, and Commercialization of Next Generation of Industrial, Electronic and Biomedical Devices): Exploiting graphite-epoxy composite as electrode material for bioelectroanalysis. André Luiz Maia Azevedo, Renato Soares de Oliveira, Eduardo Ariel Ponzio, Juan Manuel Pardal and Felipe Silva Semaan.

Melhor trabalho do simpósio P (Advances in New Materials): Facile control of PFP morphology (glassy and α phases) in silicone-based polymer hosts. Fernando Junior Quites, Raquel Aparecida Domingues, René Alfonso Nome, Guilherme Ferreira Ferbonink and Teresa Dib Zambon Atvars.

Fotos de alguns dos premiados na cerimônia:

                     

 

XII Encontro da SBPMat: Prêmio Bernhard Gross, para estudantes de graduação e pós-graduação, distinguirá os melhores trabalhos dos simpósios.


Trabalhos de estudantes de graduação ou pós-graduação apresentados em forma de painel ou apresentação oral nos simpósios do XII Encontro da SBPMat participarão do “Prêmio Bernhard Gross”. O prêmio distinguirá o melhor trabalho de cada simpósio e, entre esses finalistas, o melhor trabalho do XII Encontro.

Os estudantes premiados serão laureados com certificados. Além disso, os vencedores dos melhores trabalhos de cada simpósio receberão como prêmio a isenção da taxa de inscrição para participar do XIII Encontro da SBPMat em 2014, e o vencedor do melhor trabalho do evento ganhará o valor de R$ 1.000 concedido pela empresa Shimadzu.

Os prêmios serão entregues aos vencedores na cerimônia de encerramento do XII Encontro, no dia 3 de Outubro às 10h50. O não comparecimento do premiado à cerimônia implicará no cancelamento da premiação para o estudante.

Saiba sobre Bernhard Gross, um dos pioneiros da pesquisa em Física da Matéria Condensada no Brasil.