Artigo em destaque: trabalho vencedor do Prêmio Bernhard Gross.


Neste mês, a seção “Artigos em destaque” do boletim traz a divulgação do trabalho vencedor do Prêmio Bernhard Gross ao melhor trabalho de estudantes apresentado no XII Encontro da SBPMat:

Self-organized 2-D Ni particles deposited on titanium oxynitride coated Si crystal sculpted by low energy ion beam. M. Morales, R. B. Merlo, R. Droppa Jr, and F. Alvarez.

Texto de divulgação:

Silício revestido para promover a auto-organização de partículas metálicas

Uma pesquisa de doutorado que está sendo desenvolvida no Instituto de Física “Gleb Wataghin”, da Unicamp, gerou uma contribuição à engenharia de superfícies ao propor um método simples para promover a formação de estruturas auto-organizadas sobre superfícies nanoestruturadas. Apresentada no XII Encontro da SBPMat pela doutoranda Mónica Morales Corredor, a pesquisa mereceu o Prêmio Bernhard Gross ao melhor trabalho do evento.

No trabalho, os pesquisadores descrevem a realização de três passos sucessivos. Num primeiro momento, um substrato de silício (Si) é esculpido mediante bombardeamento com íons de xenônio (Xe+), formando um padrão regular de sulcos e ondulações. Em seguida, essa superfície ondulada é revestida com um filme de oxinitreto de titânio (TiNxOy) que acompanha os relevos da lâmina de silício. Finalmente, partículas de níquel (Ni) são depositadas sobre o filme usando a técnica de pulverização catódica por feixe de íons. De maneira espontânea, as partículas se organizam num padrão que lembra uma malha ou rede de pesca.

 

À esquerda, imagem topográfica de AFM das partículas de Ni depositadas sobre substratos de TiNxOy em Si nanoestruturado. À direita apresenta-se o esquema do sistema formando uma rede com simetria 2D.

O tema das superfícies nanoestruturadas combinadas com arranjos de partículas metálicas tem sido alvo de estudos pelas suas possibilidades de aplicação para fins ópticos, magnéticos ou catalíticos, como por exemplo, no crescimento de nanotubos de carbono. Nesse contexto, um dos principais méritos ou novidades do trabalho premiado é o uso do filme de oxinitreto de titânio. “Ele preserva as nanoestruturas geradas pelo bombardeamento iônico e atua como barreira à difusão superficial das partículas metálicas”, diz Mónica. No trabalho apresentado no encontro, além de descreverem os passos necessários para a fabricação do sistema, os autores discutem os processos de difusão e nucleação envolvidos na formação dessa rede de partículas regularmente distribuídas.

A estudante premiada

Mónica Morales Corredor, primeira autora do trabalho vencedor, tem graduação, mestrado e doutorado (este último, em curso) em Física. “O fato de eu escolher a Física como carreira já implica um interesse por querer entender a natureza, e a pesquisa faz parte desse entendimento”, comenta Mónica, que trabalha com Materiais desde a graduação.

De nacionalidade colombiana, a estudante se formou em seu país de origem e depois veio para o Brasil para fazer o mestrado, no qual estudou o efeito das superfícies no crescimento de nanotubos de carbono. “Depois de acabar o mestrado, vi que ainda faltava muito por entender e por trabalhar nesse tema, motivo pelo qual decidi continuar com meu doutorado, ainda na mesma área e com o mesmo orientador, o professor Fernando Alvarez”, relata Mónica.

O Prêmio Bernhard Gross

Homenagem a um dos pioneiros da pesquisa em Materiais no Brasil, o professor Bernhard Gross, o prêmio foi instituído pela SBPMat para promover e reconhecer a participação de jovens no estudo da ciência e tecnologia de Materiais ao selecionar os melhores trabalhos de estudantes de graduação e pós-graduação apresentados nos encontros anuais da sociedade. De acordo com os professores José Alberto Giacometti e Julio Sambrano, coordenadores do XII Encontro da SBPMat, o prêmio deve incentivar a melhora crescente na qualidade dos resumos submetidos e no preparo dos alunos para apresentar os painéis.

Entrega do Prêmio Bernhard Gross ao melhor trabalho do simpósio. À esquerda, o representante da empresa Shimadzu, patrocinadora do prêmio. À direita e à esquerda do estudante que recebeu o prêmio, respectivamente, os professores José Alberto Giacometti e Julio Sambrano, coordenadores do XII Encontro da SBPMat.

Prêmios Bernhard Gross 2013

No XII Encontro da SBPMat, foram selecionados dentro do Prêmio Bernhard Gross os melhores trabalhos de onze simpósios e, entre eles, o melhor trabalho de todo o evento. Os melhores trabalhos dos simpósios foram escolhidos pelas comissões julgadoras montadas pelos organizadores de cada simpósio. Para a seleção do melhor trabalho do evento, os membros de todas as comissões se reuniram. “Neste ano o júri teve muita dificuldade em escolher, pois o evento teve um número muito grande de excelentes trabalhos”, diz o professor Roberto Faria, presidente da SBPMat.

A cerimônia de premiação ocorreu durante a solenidade de encerramento do encontro, no dia 3 de outubro. O melhor trabalho do evento recebeu mil reais da empresa Shimadzu, patrocinadora do Prêmio Bernhard Gross 2013. Veja a relação dos trabalhos premiados:

Melhor trabalho do XII Encontro da SBPMat: Self-organized 2-D Ni particles deposited on titanium oxynitride coated Si crystal sculpted by low energy ion beam, M. Morales, R. B. Merlo, R. Droppa Jr, and F. Alvarez. Trabalho apresentado no simpósio L (Surface Characterization: Techniques and Applications).

Melhor trabalho do simpósio A (Sol-Gel Materials: From Fundamentals to Advanced Applications): Impedance electrical immunosensor for hepatitis C diagnostics based on biorecognition between the antigenic peptide NS5A-1 and the antibody anti-HCV. Marli Leite de Moraes, Alem-Mar Bernardes Gonçalves, Lais Roncalho Lima, Fernando Vieira Paulovich, Osvaldo Novais Oliveira Jr and Sidney José Lima Ribeiro.

Melhor trabalho do simpósio B (Inorganic Thin Films – Methods and Applications):  Improvement of the wear properties of a diamond-like carbon film coated on ultrahigh molecular weight polyethylene for biomaterials. Jéssica Pereira dos Santos and Sérgio Camargo.

Melhor trabalho do simpósio C (Synthesis and Properties of Nanometric Materials): Cytotoxicity and Genotoxicity Evaluations of Nitric Oxide Donor Superparamagnetic Iron Oxide Nanoparticles. Amanda Franco Ludescher, Renata de Lima, Jhones Luis Oliveira, Ana Carolina Ferrarini, Amedea Barozzi, Seabra and Paula Silvia Haddad.

Melhor trabalho do simpósio D (Materials and Devices for Renewable Energy, Sustainability and Environment Protection): Study of the recovery and recycling of tailings from the concentration of iron ore for the production of ceramic aiming at sustainability. Fabiane Leocádia Silva, Fernando Gabriel Araújo, Fernando Leopoldo Kruger, Ana Paula Silva and Rodrigo Claudiano Gomes.

Melhor trabalho do simpósio E (Structure- properties relationship of advanced metallic materials): Deformation and Recrystalization of a trip/twip steel with 17% Mn and low C. Mirele Oliveira, Sara Ferreira de Dafé.

Melhor trabalho do simpósio F (Organic Electronics and hybrids: materials and devices): A facile combination of electroluminescence and photoluminescence properties to produce white light based on polymeric light-emitting diodes. Fernando Junior Quites, Teresa Dib Zambon Atvars and Gregorio Couto Faria.

Melhor trabalho do simpósio G (Molecular Modeling Materials Science): Hydrogen bonding of N-methylformamide with acetone. Glauco Garrido Almeida and João Marques Cordeiro.

Melhor trabalho do simpósio H (New Trends in Biomaterials and Nanomaterials Applied to Biosystems): Magnetic nanoparticles coupled with β-cyclodextrin as a delivery system for doxorubicin. Amanda Watanabe Paraguassú, Célia Machado Ronconi and Maria Domingues Vargas.

Melhor trabalho do simpósio N (Materials Education Symposium): An integrated project-based course for teaching of biomaterial biocompatibility to undergraduate students. Daniela Costa Silva, Juliana Alves Côrtes, Róber Freitas Bachinski, Carolina Nascimento Spiegel and Gutemberg Gomes Alves.

Melhor trabalho do simpósio O (Science, Engineering, and Commercialization of Next Generation of Industrial, Electronic and Biomedical Devices): Exploiting graphite-epoxy composite as electrode material for bioelectroanalysis. André Luiz Maia Azevedo, Renato Soares de Oliveira, Eduardo Ariel Ponzio, Juan Manuel Pardal and Felipe Silva Semaan.

Melhor trabalho do simpósio P (Advances in New Materials): Facile control of PFP morphology (glassy and α phases) in silicone-based polymer hosts. Fernando Junior Quites, Raquel Aparecida Domingues, René Alfonso Nome, Guilherme Ferreira Ferbonink and Teresa Dib Zambon Atvars.

Fotos de alguns dos premiados na cerimônia: