XX B-MRS Meeting: Student Awards and Prizes.


Bernhard Gross Award

(Established by B-MRS in honor of Bernhard Gross, a pioneer of Brazilian materials research. It distinguishes the best oral and poster contributions presented by students in each symposium) 

Symposium A – Poster. Gustavo Venâncio Bellucci. Development of curcumin-anchored hydroxyapatites.

Symposium A – Oral. Leonardo Francisco Gonçalves Dias. Evaluation of bisphosphonates adsorption on TiO2, HA and composite surfaces.

Symposium C – Poster. Caroline Eloisa Apolinário Botteon. Assessment of cytotoxicity of gold nanoparticles functionalized with Brazilian red propolis in 2D and 3D models of urological cancers.

Symposium C – Oral. Paulo Henrique Olivieri Jr. Cell-Surface Glycosaminoglycans Regulate the Cellular Uptake of Charged Polystyrene Nanoparticles.

Symposium E – Oral. Raphael F. Moral. Probing the Stacking Properties of Cesium Lead Halide Perovskite Nanoplates with SAXS.

Symposium F – Oral. Matheus F. F. das Neves. Aqueous conductive ink based on PEDOT nanoparticles without organic solvents, passivant agents or metallic residues.

Symposium G – Poster. Murillo Henrique de Matos Rodrigues. The Influence of the Magnetic Field and Nanoparticle Concentration on the Thin Film Colloidal Deposition Process of Magnetic Nanoparticles: The Search for High-Efficiency Hematite Photoanodes.

Symposium G – Oral. Rafael Lavagnolli Germscheidt. Water oxidation performance enhanced by electrochemically designed vacancies on Prussian blue catalyst.

Symposium H – Poster. Matheus Cavalcanti dos Santos Nunes. Thermoluminescence properties of Al2O3:C laser sintered ceramic under X-rays and beta irradiation.

Symposium H – Oral. Alexia Oliveira Silva. Thermoluminescence properties of alexandrite under beta, ultraviolet and X-ray irradiation.

Symposium J – Poster. Lucas Felipe Santos de Azeredo. Ferromagnets with minor magnetization loops that lie entirely and way outside the major hysteresis loop.

Symposium J – Oral. Allan Marciel Döring. The diffusion process of La, Fe and Si through the La(Fe,Si)13 phase – A Fick’s 1st law-based approach.

Symposium N – Oral. Mayara Carla Uvida. PMMA-silica coatings modified with calcium phosphates for bioactive corrosion protection of Ti6Al4V alloy.

Symposium P – Poster. Eduardo Fonseca Maia. Gold/Cooper and Silver/Cooper Mixed Nanoparticles Films on Silica Substrate: Materials With Potential Use in Optical Sensors.

Symposium P – Oral. Tomás Pinheiro. Paper-based, Green Laser-Induced Graphene for bioelectronic applications and electrochemical sensor production.

Symposium Q – Poster. Ana Carolina Cunha Serafim. Carbon dots obtained from two different agricultural residues.

Symposium R – Poster. Juliany Louise Hurbano Carvalho. Study of Self-Assembly Structures Based on Carbon Quantum Dots.

Symposium R – Oral. Ana Carolina Dalila Steil. PLA/PPy composite nanofibers by solution electrospinning for the development of electrochemical sensors.

Symposium S – Poster. Nicolli de Freitas. Simple, fast, and efficient electrochemical thinning of ultra-large MoS2 on gold surfaces.

Symposium S – Oral. Raphaela de Oliveira. Chlinoclore: probing water in an emergent naturally abundant 2D material.

Symposium T – Poster. Ezequiel Lorenzett. Electrostatic Charged Functional 3D Printed Materials.

Symposium T – Oral. Funsho Olaitan Kolawole. Nano-scratch and micro-scratch properties of CrN/DLC and DLC-W coatings.

Symposium U – Poster. Yan Araujo Santos da Campo. Elastomers and Chaos: an alternative approach to electromechanical coupling and its correlation with failure prediction.

Symposium U – Oral. Gustavo Scheid Prass. Processing and characterization of AISI 316L coating reinforced with Cu and CuO nanoparticles.

Symposium V – Poster. Thissiana da Cunha Fernandes. Determination of thermodynamic parameters for growth of lead-free piezoelectric single crystals from the melt.

Symposium V – Oral. Isabela Reis Lavagnini. In situ synchrotron X-ray diffraction of hydroxyapatite-zirconia composite during Conventional Sintering and Flash Sintering.

Symposium X – Oral. Yuri Ferreira da Silva. Effect of submerged liquid plasma treatment on the hygroscopicity of vegetable ivory microparticles.

ACS Publications Prizes

(Sponsored by journals of ACS Publications, a division of the American Chemical Society. Prizes for the best student contributions of all the event)

Symposium A – Poster. Gustavo Venâncio Bellucci. Development of curcumin-anchored hydroxyapatites.

Symposium G – Poster. Murillo Henrique de Matos Rodrigues. The Influence of the Magnetic Field and Nanoparticle Concentration on the Thin Film Colloidal Deposition Process of Magnetic Nanoparticles: The Search for High-Efficiency Hematite Photoanodes.

Symposium T – Poster. Ezequiel Lorenzett. Electrostatic Charged Functional 3D Printed Materials.

Symposium U – Poster. Yan Araujo Santos da Campo. Elastomers and Chaos: an alternative approach to electromechanical coupling and its correlation with failure prediction.

Symposium E – Oral. Raphael F. Moral. Probing the Stacking Properties of Cesium Lead Halide Perovskite Nanoplates with SAXS.

Symposium N – Oral. Mayara Carla Uvida. PMMA-silica coatings modified with calcium phosphates for bioactive corrosion protection of Ti6Al4V alloy.

Symposium P – Oral. Tomás Pinheiro. Paper-based, Green Laser-Induced Graphene for bioelectronic applications and electrochemical sensor production.

Symposium R – Oral. Ana Carolina Dalila Steil. PLA/PPy composite nanofibers by solution electrospinning for the development of electrochemical sensors.

Symposium S – Oral. Raphaela de Oliveira. Chlinoclore: probing water in an emergent naturally abundant 2D material.

RSC Prizes

(Sponsored by journals of the Royal Society of Chemistry. Prizes for the best student contributions of all the event)

Symposium H – Poster. Matheus Cavalcanti dos Santos Nunes. Thermoluminescence properties of Al2O3:C laser sintered ceramic under X-rays and beta irradiation.

Symposium S – Poster. Nicolli de Freitas. Simple, fast, and efficient electrochemical thinning of ultra-large MoS2 on gold surfaces.

Symposium C – Oral. Paulo Henrique Olivieri Jr. Cell-Surface Glycosaminoglycans Regulate the Cellular Uptake of Charged Polystyrene Nanoparticles.

Symposium F – Oral. Matheus F. F. das Neves. Aqueous conductive ink based on PEDOT nanoparticles without organic solvents, passivant agents or metallic residues.

Symposium G – Oral. Rafael Lavagnolli Germscheidt. Water oxidation performance enhanced by electrochemically designed vacancies on Prussian blue catalyst.

Boletim da SBPMat. Edição 119ª.


 

20Anos_260px

Boletim da
Sociedade Brasileira
de Pesquisa em Materiais

Edição nº 119. 31 de agosto de 2022.

Artigo em destaque

Pesquisadores da USP São Carlos desenvolveram um imunossensor fotoeletroquímico portátil que demonstrou alta eficiência para detectar um biomarcador de câncer de próstata em amostras de sangue. A principal novidade do trabalho é a miniaturização da tecnologia, a qual foi viabilizada pelo desenvolvimento de um fotocatalisador. O dispositivo é promissor para o diagnóstico de doenças dentro da abordagem point-of care. (Paper de capa da ACS Applied Materials & Interfaces). Saiba mais.

artigo destaque_560

XX B-MRS Meeting

20meeting_imagemtopo_2

  • Programa. Veja no site o programa resumido do evento para organizar a sua viagem.
  • Hospedagem. A aba “venue” do site do evento contém informações sobre reservas no hotel Rafain e em outros dos arredores.
  • Young Researchers School. Uma nova edição do tutorial do Prof. Valtencir Zucolotto (IFSC-USP) sobre escrita e publicação científica de artigos de alto impacto será realizada no domingo 25, antes da abertura do evento. Para participar, é necessário estar inscrito no XX B-MRS Meeting e se inscrever (sem custo extra) no tutorial, acessando o sistema de inscrições e clicando no botão “Adicionar/Editar atividades”.
  • Playroom para crianças. O hotel do evento terá uma sala de jogos infantis com monitores durante a semana do evento, com atividades para crianças de 4 a 12 anos. Interessados devem entrar em contato com secretaria@sbpmat.org.br.
  • Conference party. A tradicional festa do B-MRS Meeting, que neste ano comemora as 20 edições do evento, será realizada na noite da quarta-feira, dia 28, no espaço Dreams Motor Show com a banda Scope, especializada em rock/ pop dos anos 80.
  • Prêmios para estudantes. Os prêmios só serão entregues aos vencedores que estiverem presentes na cerimônia, no último dia do evento.
  • Inscrições. Descontos especiais para sócios com anuidade 2022 paga. As inscrições online permanecerão abertas até o final do evento. Durante o evento, também será possível se inscrever na secretaria.
  • Palestra memorial. Será proferida pelo Prof Roberto Mendonça Faria (IFSC-USP).
  • Plenaristas: Christine Kranz (Ulm University), Daniel Mario Ugarte (UNICAMP), Gustavo Rivas (Univ. Córdoba), Natalie Stingelin (Georgia Tech Univ.), Sanjay Sampath (State Univ. of New York at Stony Brook), Pulickel Ajayan (Rice Univ.).
  • Apoio e patrocínio. 22 empresas e startups já confirmaram patrocínio e participação na exposição desta edição do evento, que tem também 42 apoiadores institucionais entre periódicos científicos, empresas e outras organizações.

Para mais informações, visite o site do evento.

Dicas de leitura

– Usando materiais bidimensionais para prender um líquido, cientistas criam uma forma de estudar interfaces sólido – líquido no microscópio eletrônico e, dessa maneira, eles obtêm as primeiras imagens de átomos “nadando”. Técnica abre possibilidades no estudo de processos químicos essenciais ao desenvolvimento de dispositivos como baterias e células a combustível. (Nature) Saiba mais.

– Cientistas criam o primeiro substituto de cartilagem baseado em hidrogel. Mais resistente e durável do que a cartilagem natural, o material, que é inserido numa base de titânio, poderia ser implantado em joelhos com cartilagem desgastada. (Advanced Functional Materials) Saiba mais.

– Combinando perovskitas e outros materiais, cientistas fabricam dispositivos fotoeletroquímicos flutuantes que produzem combustíveis a partir de água, CO2 e luz do sol. Por serem leves e não se degradarem com a umidade, essas “folhas artificiais” poderiam ser instaladas em hidrovias poluídas ou oceanos. (Nature) Saiba mais.

– Pesquisadores da UFMG e UEMG desenvolvem tecido capaz de manter a temperatura do corpo ao absorver ou liberar calor. Objeto de patente, o material ganhou prêmio da Associação Brasileira da Propriedade Intelectual. Saiba mais.

– No Ano Internacional do Vidro (IYOG2022), matéria e vídeo da revista Physcis World abordam a história do vidro, iniciada há cerca de 3.500 anos, e a importância desse material transparente na nossa sociedade. Saiba mais.

Comunidade

yvone

Simpósio em celebração aos 91 anos de vida da Profa. Yvonne Primerano Mascarenhas, cientista da comunidade e pioneira no Brasil da cristalografia estrutural e molecular por raios X, será realizado no dia 16 de setembro no IFSC-USP com transmissão no YouTube. Informações e inscrições, aqui.

Manifestos

– SBPMat apoia nota da SBPC contra a MP 1136/22, que mutila orçamento do FNDCT por vários anos. Nota denuncia que a MP desrespeita a independência dos poderes constitucionais. Leia a nota.

– SBPMat apoia manifesto da SBPC que alerta para a ameaça sem precedentes à Educação e à Ciência no Brasil e conclama a votar com consciência e defender eleições livres e respeito aos resultados do pleito. href=”https://sbplink.sbpmat.org.br/cl/POFYc/A/4bd2/0/BLdP/HkqyuIUEXcv/1/”>Leia o manifesto.

– Carta da SBPMat à presidente da CAPES expressa preocupação com a perda de acesso às revistas da Royal Society of Chemistry no Portal da CAPES. Leia a carta.

Oportunidades

– Chamada pública de apoio à ciência do Serrapilheira para cientistas em início de carreira. Inscrições de 28 de outubro a 28 de novembro. Saiba mais.

– Chamada do CNPq para projetos de PDI e aplicação de soluções tecnológicas e empresariais usando grafeno e materiais 2D à base de carbono. Submissões até 19/09. Chamada CNPq/MCTI/FNDCT Nº 22/2022 – Programa MCTI de Inovação em Grafeno, InovaGrafeno-MCTI. Veja aqui.

– Chamada do CNPq para apoio a projetos de PDI na cadeia produtiva de nióbio estimulando a cooperação empresas – ICTs. Submissões até 19/09. Chamada CNPq/MCTI/FNDCT Nº 23/2022 – Implementação do programa de PD em nióbio (Inovanióbio). Veja aqui.

– Concurso para Professor de Física na UNILA. Inscrições até 11/09. Saiba mais.

– Oportunidade na IBM Research Brazil para pesquisador com experiência em ciência computacional de materiais. Atuação será na descoberta acelerada de materiais para captura, separação e armazenamento de carbono. Saiba mais.

– Pós-doutorado em nanomateriais e compostos bioativos da flora brasileira na #UFRJ. Inscrições até 09/09 no email nal.ufrjadm@gmail.com.

– Seleção para mestrado em Ciência e Tecnologia de Materiais no IPRJ (UERJ). Inscrições até 14/11. Saiba mais.

– Vaga de estágio na área de P&D da multinacional Ecolab para estudantes de graduação. Saiba mais.

Para acompanhar as oportunidades da área, entre no grupo da SBPMat no Linkedin.

Agenda de eventos presenciais e online

– Machine Learning School for Materials @Ilum. Evento híbrido. 5 a 7 de setembro de 2022. Site.

– XVIII International Small Angle Scattering Conference. Online + Campinas, SP (Brasil). 11 a 16 setembro de 2022. Site.

– 18th International Conference on Plasma Surface Engineering (PSE 2022). Trade Fair Erfurt (Alemanha). 12 a 15 de setembro de 2022. Site.

– Webinar: Strategies for Increasing the Efficiency of Organic Solar Cells. Online. 15 de setembro de 2022. Site.

– Minicourse: Caracterization of nanostructures and organized systems. Online. 22 a 23 de setembro de 2022. Site.

XX B-MRS Meeting. Foz do Iguaçu (Brasil). 25 a 29 de setembro de 2022. Site.

– 22nd International Magnetic Measurement Workshop (IMMW22). Online. 26 a 30 de setembro de 2022. Site.

– 7th Meeting on Self Assembly Structures in Solution and at Interfaces (AUTOORG 2022). Bento Gonçalves (RS). 2 a 4 de novembro de 2022. Site.

– V Workshop de Química Inorgânica. Manaus (AM) + online. 9 a 11 de novembro de 2022. Site.

– 11th International Conference of the African Materials Research Society (AMRS2022 ). Dakar (Senegal). 12 a 15 de dezembro de 2022. Site.

41st International Conference on Vacuum Ultraviolet and X-ray Physics (VUVX 2023). Campinas (SP). 3 a 7 de julho de 2023. Site.

anuidades 2

Siga-nos nas redes sociais

Você pode divulgar novidades, oportunidades, eventos ou dicas de leitura da área de Materiais, e sugerir papers, pessoas e temas para as seções do boletim. Escreva para comunicacao@sbpmat.org.br.
Descadastre-se caso não queira receber mais as edições mensais do Boletim da SBPMat.

Artigo em destaque: Biossensor fotoeletroquímico para o diagnóstico “point-of-care” de doenças.


Capa da ACS Applied Materials & Interfaces destacou o trabalho da equipe da USP São Carlos.
Capa da ACS Applied Materials & Interfaces destacou o trabalho da equipe da USP São Carlos.

Utilizando um conjunto de materiais cuidadosamente preparados e combinados, pesquisadores da USP de São Carlos desenvolveram um imunossensor fotoeletroquímico portátil com potencial para uso no diagnóstico precoce de doenças. O dispositivo permite a detecção rápida e precisa de doenças como o câncer, inclusive em estágio inicial. O imunossensor foi testado, com resultados muito bons, na detecção do antígeno prostático específico (PSA na sigla em inglês), que é o marcador mais utilizado para diagnosticar e acompanhar casos de câncer de próstata a partir de amostras de sangue.

Em um sistema compacto, que cabe em uma mão, o dispositivo reúne todos os elementos necessários para realizar o diagnóstico, prescindindo de laboratórios e profissionais especializados. Dessa forma, torna-se atrativo, por exemplo, para uso em locais afastados de centros de saúde e se insere dentro do paradigma de point-of-care testing, uma expressão que designa, na área de saúde, a possibilidade de se fazer exames clínicos no mesmo local do atendimento médico.

“A tecnologia desenvolvida tem potencial para facilitar e tornar mais rápidos e precisos os diagnósticos de câncer, principalmente no estágio inicial. O método permite a detecção de biomarcadores em baixos níveis de concentração e no próprio consultório médico”, diz Thiago Serafim Martins, um dos autores correspondentes do artigo que reporta esta pesquisa e foi capa no periódico ACS Applied Materials & Interfaces. Martins participou deste trabalho durante o seu doutorado, cuja tese foi defendida neste ano no Instituto de Química de São Carlos (IQSC-USP).

Graphitic Carbon Nitride and Electrodeposited Aryl Diazonium autores
Os autores do paper. A partir da esquerda: José L. Bott-Neto, Thiago S. Martins, Lorenzo A. Buscaglia, Sergio A. S. Machado e Osvaldo N. Oliveira Jr.

O desafio

Imunossensores formam uma classe de dispositivos de detecção cujo funcionamento se baseia na interação entre anticorpos e os seus antígenos. Nesses biossensores, anticorpos são imobilizados na superfície da plataforma de detecção de modo que, ao entrarem em contato com seus respectivos antígenos, e apenas com eles, ocorra a reação química que, no organismo, permite que nos defendamos dos patógenos.

Nesse momento, entra em cena outro componente do imunossensor, o transdutor, o qual traduz essa informação imunoquímica em outro tipo de sinal que possa ser facilmente interpretado (geralmente uma corrente elétrica). Quando essa tradução se baseia em reações eletroquímicas, o dispositivo é chamado de imunossensor eletroquímico. E quando a geração de corrente elétrica é incentivada pela ação da luz sobre um material sensível, se diz que o imunossensor é fotoeletroquímico, “Os biossensores fotoeletroquímicos pertencem a uma abordagem analítica sensível e de baixo custo para detectar moléculas de interesse clínico e ambiental”, diz José Luiz Bott-Neto, pós-doutorando no Instituto de Física de São Carlos (IFSC-USP) e coautor correspondente do paper. Entretanto, explica ele, antes deste trabalho, essa tecnologia exigia o uso de fontes de luz de grandes dimensões e alta potência, o que inviabilizava o seu uso em dispositivos portáteis.

Frente a essa limitação, a equipe da USP São Carlos se propôs a desenvolver um fotocatalisador (um nanomaterial capaz de aumentar a capacidade do sistema de absorver luz e transformá-la em corrente elétrica) que permitisse usar fontes de luz menores. Os pesquisadores partiram de dois materiais que, além de apresentar propriedades fotocatalisadoras, são atóxicos, de baixo custo e fácil preparo: o dióxido de titânio (TiO2) e o nitreto de carbono grafítico (gC3N4). Então, eles inseriram átomos de níquel na estrutura do nitreto de carbono grafítico, formando o composto Ni-gC3N4, e combinaram esse material com nanopartículas de dióxido de titânio, resultando na formação do compósito Ni-gC3N4/TiO2. Finalmente, trataram a superfície do compósito com sal de aril diazônio. “Este último atuou como amplificador de sinal ao mesmo tempo que possibilitou a imobilização dos anticorpos nas nanopartículas”, diz Bott-Neto. O fotocatalisador foi usado para revestir os eletrodos de carbono do sistema fotoeletroquímico.

O resultado

Sempre buscando simplicidade e miniaturização, os autores montaram um protótipo do dispositivo com os fotocatalisadores, os anticorpos anti-PSA imobilizados neles, um sistema elétrico e, como fonte de luz, um LED de 3 watts, além de peças produzidas por meio de impressão 3D. Nos testes de desempenho, o immunosensor fotoeletroquímico foi capaz de detectar o PSA em diversas concentrações em amostras de soro humano, e apresentou o menor limite de detecção já relatado na literatura para dispositivos desse tipo, segundo os autores do artigo. “A alta sensibilidade e seletividade do imunossensor pode ser atribuída à heterojunção entre Ni-gC3N4 e TiO2”, explica Bott-Neto.

O trabalho traz uma contribuição fundamental para levar a tecnologia de detecção fotoeletroquímica, que se caracteriza pelo baixo custo e altos níveis de sensibilidade e seletividade, a aplicações que requerem portabilidade, como os testes point-of-care.

 

A partir da esquerda: foto do sistema portátil de detecção fotoeletroquímica operando com um LED; ilustração do imunossensor fotoeletroquímico para a detecção de PSA: fotocatalisador (Ni-gC3N4/TiO2), bloqueador (BSA), anticorpo (anti-PSA), antígeno específico de próstata (PSA); imagem de microscopia eletrônica de transmissão do fotocatalisador Ni-gC3N4/TiO2.
A partir da esquerda: foto do sistema portátil de detecção fotoeletroquímica operando com um LED; ilustração do imunossensor fotoeletroquímico para a detecção de PSA: fotocatalisador (Ni-gC3N4/TiO2), bloqueador (BSA), anticorpo (anti-PSA), antígeno específico de próstata (PSA); imagem de microscopia eletrônica de transmissão do fotocatalisador Ni-gC3N4/TiO2.

Referência do artigo científico: Photocatalysis of TiO2 Sensitized with Graphitic Carbon Nitride and Electrodeposited Aryl Diazonium on Screen-Printed Electrodes to Detect Prostate Specific Antigen under Visible Light. José L Bott-Neto, Thiago S Martins, Lorenzo A Buscaglia, Sergio A S Machado, and Osvaldo N Oliveira Jr. ACS Applied Materials & Interfaces 2022, 14, 19, 22114–22121.  https://doi.org/10.1021/acsami.2c03106

Contato de autor correspondente: joseluiz.bott@gmail.com

Carta da SBPMat à presidente da CAPES sobre o acesso às revistas da RSC.


Ilma. Profa. Cláudia Mansani Queda de Toledo
M.D. Presidente da CAPES
Assunto: Acesso às revistas da Royal Society of Chemistry – RSC – no Portal de Periódicos da CAPES
Rio de Janeiro, 02 de agosto de 2022.

Ilustríssima Senhora Presidente,

A Sociedade Brasileira de Pesquisa em Materiais (SBPMat) expressa sua grande preocupação com a perda de acesso às revistas da editora Royal Society of Chemistry (RSC), ocorrida a partir desse mês de agosto, em decorrência de não ter sido realizada renovação da assinatura dentro do Portal de Periódicos, da CAPES.

A RSC é a sociedade de química mais antiga do mundo, com 180 anos e mais de 50.000 membros, e edita revistas importantes não apenas na área de química, mas também em áreas afins, como a engenharia de materiais, por exemplo. Apesar de possuir 13 revistas no sistema open access, a grande maioria dos artigos publicados nas outras 40 revistas editadas pela RSC só é acessível a partir da assinatura, conforme vinha acontecendo em anos anteriores, a partir do Portal de Periódicos. Com essa quebra, pesquisadores brasileiros deixam de ter acesso a publicações de alto fator de impacto tais como: Chemical Society Reviews (FI = 56,283), Energy and Environmental Science (FI = 39,151), Materials Horizons (FI = 16,152), Journal of Materials Chemistry A (FI = 13,375), entre muitas outras. Ressaltamos que, entre as revistas editadas pela RSC, já classificadas pelo JCR, todas têm fator de impacto acima de 3.

Desse modo, entendemos que a descontinuidade da assinatura das revistas editadas pela RSC trará um prejuízo imenso para pesquisadores de diferentes áreas, sendo fundamental a manutenção do acesso a essas revistas. Certa de sua compreensão acerca desse anseio da comunidade científica do país, contamos com o importante apoio da CAPES às pós-graduações e colocamo-nos à disposição para quaisquer esclarecimentos.

Atenciosamente,

Mônica A. Cotta
Presidente da Sociedade Brasileira de Pesquisa em Materiais – SBPMat

Boletim da SBPMat. Edição 118ª.


 

20Anos_260px

Boletim da
Sociedade Brasileira
de Pesquisa em Materiais

Edição nº 118. 31 de julho de 2022.

Artigos da comunidade

Pesquisadores do IFSC-USP e da UNIFESP são coautores deste artigo de revisão sobre filmes de Langmuir e de Langmuir-Blodgett. Além de esclarecer conceitos envolvidos e comentar as promissoras aplicações desses filmes em máquinas moleculares, eletrônica orgânica e engenharia de tecidos, os autores relatam a história desses materiais, abordando, inclusive, as contribuições de duas mulheres: Agnes Pockels, uma cientista amadora e autodidata cujas descobertas foram realizadas na pia da sua cozinha, e Katherine Blodgett, que foi a primeira mulher a obter o doutorado em Física pela Universidade de Cambridge e a ser contratada como cientista na General Electric. Acesse o paper na Chemical Reviews: https://doi.org/10.1021/acs.chemrev.1c00754.

langmuir 2

Uma equipe da USP, com pesquisadores do IFSC e do ICB-II, propôs uma possível estratégia para tratamento da Covid-19, baseada no reposicionamento de um fármaco aliado ao uso de nanotecnologia. A solução consiste em encapsular uma droga, atualmente utilizada para tratar pacientes com esclerose múltipla, dentro de uma nanocápsula polimérica capaz de liberar a medicação nas células infectadas com SARS-CoV-2. Testes com células mostraram que o fármaco encapsulado apresenta menos toxicidade do que a droga livre e, ao mesmo, a sua atividade antiviral a respeito do SARS-CoV-2 é quase 70 vezes maior que a do fármaco sem encapsular. Acesse o artigo na ACS Applied Bio Materials: https://doi.org/10.1021/acsabm.2c00349.

nanocapsulas

Buscando materiais naturais que possam fornecer camadas bidimensionais isolantes de baixo custo, uma equipe da UFMG, UFOP, Mackenzie, LNLS e UNICAMP investigou a estrutura e propriedades do clinocloro – mineral lamelar abundante. Os autores demonstraram que a presença de impurezas entre as lamelas afeta as propriedades optoeletrônicas do material tanto na sua versão macroscópica quanto na bidimensional. O artigo aponta o potencial da aplicação desse material na fabricação de nanodispositivos. Acesse o paper na Applied Surface Science: https://doi.org/10.1016/j.apsusc.2022.153959.

clinocloro

Lives & Webinars

Live realizada no Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador (8 de julho) reuniu três pesquisadores das regiões Sudeste, Norte e Nordeste que mostraram a importância da pesquisa no desenvolvimento sustentável. O painel está disponível no YouTube da SBPMat.

O professor Hidembergue Ordozgoith da Frota (UFAM) mostrou como o desenvolvimento de novos materiais baseado no aproveitamento sustentável da biodiversidade amazônica pode contribuir para um novo ciclo econômico na região Norte, com impacto em segmentos como o de alimentos, agricultura e construção.

A professora Simoni Margareti Plentz Meneghetti (Ufal) apresentou mediante vários exemplos a importância fundamental dos catalisadores para tornar processos industriais mais sustentáveis, para poder aproveitar matérias-primas renováveis como a biomassa, para viabilizar o uso de energia limpa e renovável e, até mesmo, para reciclar diversos materiais.

O pesquisador Cauê Ribeiro de Oliveira (EMBRAPA) mostrou que desenvolver fertilizantes é, de fato, desenvolver materiais. Para conseguir a máxima eficência possível e as propriedades necessárias com o mínimo impacto ambiental negativo e custo reduzido, é necessário modificar os fertilizantes com outros materiais e utilizar sistemas que permitam liberá-los aos poucos de forma controlada.

diadaciencia

XX B-MRS Meeting

20meeting_imagemtopo_2

  • Submissão de resumos estendidos para participar dos prêmios para estudantes: até 01 de agosto. O modelo do resumos estendido está disponível na aba “submission” do site. Os prêmios só serão entregues aos vencedores que estiverem presentes na cerimônia, no último dia do evento.
  • Early registration: inscrições com desconto por “early registration” abertas até 10 de agosto. Descontos especiais para sócios com anuidade 2022 paga.
  • Programa: veja no site o programa resumido do evento para organizar a sua viagem.
  • Hospedagem: a aba “venue” do site do evento contém informações sobre reservas no hotel Rafain e em outros dos arredores.
  • Palestra memorial: será proferida pelo Prof Roberto Mendonça Faria (IFSC-USP).
  • Plenaristas: Christine Kranz (Ulm University), Daniel Mario Ugarte (UNICAMP), Gustavo Rivas (Univ. Córdoba), Natalie Stingelin (Georgia Tech Univ.), Sanjay Sampath (State Univ. of New York at Stony Brook), Pulickel Ajayan (Rice Univ.), Stuart Parkin (Univ Martin-Luther de Halle-Wittemberg).
  • Apoio e patrocínio: 20 empresas e startups já confirmaram patrocínio e participação na exposição desta edição do evento, que tem também 40 apoiadores institucionais entre periódicos científicos, empresas e outras organizações. Entidades interessadas em participar da expo ou de outras formas de divulgação e apoio podem entrar em contato com Alexandre Alves no e-mail comercial@sbpmat.org.br.

Para mais informações e inscrições, visite o site do evento.

Dicas de leitura

– Estudo computacional com coautoria do sócio da SBPMat Edison Zacarias da Silva mostra comportamento supercondutor de material bidimensional Mo2N em temperaturas relativamente altas e pressão ambiente (capa da Nanoscale). Saiba mais.

– Estudo com participação de pesquisadores da USP e do Inpe mostra que é possível controlar fônons por meio de campo magnético (Physical Review Letters). Saiba mais.

– Pesquisadores conseguem produzir fibras de nanotubos de nitreto de boro bem alinhados, partindo do cristal líquido desse material. O avanço abre possibilidade de aplicação desses nanotubos, os quais são bons isolantes elétricos (Nature Communications). Saiba mais.

– Vídeo de pesquisadores do CeRTEV (DEMa – UFSCar) com representação teatral do fenômeno da transição vítrea ganha segundo lugar na competição internacional Glorious Glass Demo de divulgação de ciência e tecnologia dos vidros, promovida pela ACerS. Saiba mais e veja o vídeo.

Oportunidades

– Chamada do CNPq de projetos cooperativos Brasil – Argentina em Nanotecnologia. Inscrições até 22 de agosto. Link do Brasil. Link da Argentina.

– Vaga para pesquisador na área de Eletrônica Orgânica e Bioeletrônica na Universidade de Coimbra (Portugal). Inscrições até 8 de agosto. Saiba mais.

– Vaga no LNLS – CNPEM para pesquisador da linha de luz Jatobá do Sirius (difração de raios X – PDF). Saiba mais.

– Vaga no LNNano-CNPEM de pesquisador em ciência de dados e teoria de nanoestruturas. Saiba mais.

– Vaga para pesquisador no LNNano-CNPEM em LT-STM aplicada a materiais para tecnologias quânticas. Saiba mais.

– Bolsa DTI-A para doutores na Feevale em projeto sobre tratamento superficial de menor impacto ambiental como alternativa ao processo industrial aplicado em implantes de titânio. Inscrições até 19 de agosto. Saiba mais.

– Seleção de bolsistas de pós-doc e de doutorado direto para projeto temático FAPESP na área de coloides na UNICAMP, UFABC, CNPEM e UFSCar. Inscrições até 31 de agosto. Saiba mais.

Para acompanhar as oportunidades da área, entre no grupo da SBPMat no Linkedin.

Agenda de eventos presenciais e online

– Curso: Fundamentos de Microscopia Eletrônica de Transmissão. IFGW-UNICAMP + online (a confirmar). Segundo semestre de 2022. Mais informações.

– IUMRS-ICAM2021 + IMRC2022. Online + Cancun (México). 14 a 19 de agosto de 2022. Site.

– Machine Learning School for Materials @Ilum. Evento híbrido. 5 a 7 de setembro de 2022. Site.

– XVIII International Small Angle Scattering Conference. Online + Campinas, SP (Brasil). 11 a 16 setembro de 2022. Site.

– 18th International Conference on Plasma Surface Engineering (PSE 2022). Trade Fair Erfurt (Alemanha). 12 a 15 de setembro de 2022. Site.

XX B-MRS Meeting. Foz do Iguaçu (Brasil). 25 a 29 de setembro de 2022. Site.

– 22nd International Magnetic Measurement Workshop (IMMW22). Online. 26 a 30 de setembro de 2022. Site.

– 7th Meeting on Self Assembly Structures in Solution and at Interfaces (AUTOORG 2022). Bento Gonçalves (RS). 2 a 4 de novembro de 2022. Site.

– V Workshop de Química Inorgânica. Manaus (AM) + online. 9 a 11 de novembro de 2022. Site.

– 11th International Conference of the African Materials Research Society (AMRS2022 ). Dakar (Senegal). 12 a 15 de dezembro de 2022. Site.

41st International Conference on Vacuum Ultraviolet and X-ray Physics (VUVX 2023). Campinas (SP). 3 a 7 de julho de 2023. Site.

anuidades 2

Siga-nos nas redes sociais

Você pode divulgar novidades, oportunidades, eventos ou dicas de leitura da área de Materiais, e sugerir papers, pessoas e temas para as seções do boletim. Escreva para comunicacao@sbpmat.org.br.
Descadastre-se caso não queira receber mais as edições mensais do Boletim da SBPMat.

Boletim da SBPMat. Edição 117ª.


 

20Anos_260px

Boletim da
Sociedade Brasileira
de Pesquisa em Materiais

Edição nº 117. 30 de junho de 2022.

Artigo em destaque

imagem destaque

Equipe de pesquisadores de 4 instituições brasileiras esfoliou camadas bidimensionais de flogopita (mineral abundante no Brasil) e mostrou que este novo material isolante é promissor para compor dispostivos optoeletrônicos ultrafinos, substituindo materiais sintéticos que têm alto custo (artigo da 2D Materials). Saiba mais.

Lives & Webinars

imagem painel

A SBPMat vai participar da celebração do Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador, promovida pela SBPC, com uma live sobre materiais para um mundo mais sustentável. O evento será realizado no dia 8 de julho às 16h30 no canal da SBPMat no YouTube. Mais informações, em breve, em todos os canais da SBPMat.

Sócios

imagem luciana

A professora Luciana Kassab (Faculdade de Tecnologia de São Paulo/ CEETEPS), sócia da SBPMat, foi entrevistada pela revista da antiga OSA (The Optical Society), que passou a se chamar OPTICA, enquanto Senior Member da sociedade. Veja a entrevista.

XX B-MRS Meeting

20meeting_imagemtopo_2

  • Submissão de resumos estendidos para participar dos prêmios para estudantes: de 04 de julho até 01 de agosto. O modelo do resumos estendido está disponível na aba “submission” do site. Os prêmios só serão entregues aos vencedores que estiverem presentes na cerimônia, no último dia do evento.
  • Prazo final para submissão de resumo corrigido: 4 de julho.
  • Prazo para notificação final de aceitação: 11 de julho.
  • Hospedagem: a aba “venue” do site do evento contém informações sobre reservas no hotel Rafain e em outros dos arredores.
  • Palestra memorial: será proferida pelo Prof Roberto Mendonça Faria (IFSC-USP).
  • Plenaristas: Christine Kranz (Ulm University), Daniel Mario Ugarte (UNICAMP), Gustavo Rivas (Univ. Córdoba), Natalie Stingelin (Georgia Tech Univ.), Olle Inganas (Linkoping Univ.), Pulickel Ajayan (Rice Univ.), Stuart Parkin (Univ Martin-Luther de Halle-Wittemberg).
  • Inscrições: abertas com desconto até 5 de agosto. Descontos especiais para sócios com anuidade 2022 paga.
  • Apoio e patrocínio: 17 empresas já confirmaram patrocínio e participação na exposição desta edição do evento. 18 empresas e periódicos são apoiadores do encontro. Entidades interessadas em participar da expo ou de outras formas de divulgação e apoio podem entrar em contato com Alexandre Alves no e-mail comercial@sbpmat.org.br.

Para mais informações e inscrições, visite o site do evento.

Dicas de leitura

– Pesquisadores do CDMF e colaboradores desenvolvem material híbrido de nanocéria e matriz polimérica baseada em celulose. Multifuncional, o material tem potencial para inativar vírus (Scientific Reports). Saiba mais.

Inovação. Pesquisadores da UNICAMP liderados pelo sócio da SBPMat Luiz Fernando Zagonel desenvolveram um acessório que aumenta a coleta de luz em microscópios de tunelamento de 5% a 72% da luz emitida pela amostra. Inovação foi licenciada para a empresa de instrumentação RHK Technology, sediada nos Estados Unidos, e já foi lançada no mercado internacional. Saiba mais.

Oportunidades

– Vaga no LNLS – CNPEM para pesquisador da linha de luz Jatobá do Sirius (difração de raios X – PDF). Saiba mais.

– Vaga no LNNano-CNPEM de pesquisador em ciência de dados e teoria de nanoestruturas. Saiba mais.

– Vaga para pesquisador no LNNano-CNPEM em LT-STM aplicada a materiais para tecnologias quânticas. Saiba mais.

– Processo seletivo para professor da PUC Rio na área de Materiais e Nanotecnologia com ênfase em Materiais para Energia. Inscrição até 07 de julho. Saiba mais.

– Pós-doc em células solares de perovskitas na UNESP. Inscrição até 15 de julho. Saiba mais.

– Seleção de bolsistas de pós-doc e de doutorado direto para projeto temático FAPESP na área de coloides na UNICAMP, UFABC, CNPEM e UFSCar. Inscrições até 31 de agosto. Saiba mais.

– Processo seletivo para mestrado e doutorado em Física na UFRN. Inscrições até 03 de julho. Saiba mais.

– Seleção para mestrado em Engenharia e Ciência dos Materiais no PIPE/ UFPR. Inscrições até 03 de julho. Saiba mais.

– Seleção para mestrado acadêmico em Física na UDESC. Inscrição até 11 de julho. Saiba mais.

Para acompanhar as oportunidades da área, entre no grupo da SBPMat no Linkedin.

Agenda de eventos presenciais e online

– Webinário “Bio-based polymers”. Online. 05 de julho às 15h00. Organização: ACS Publications com parceria da SBPMat, ABPol e IUMRS. Inscrição (gratuita).

– International Conference on the Science and Technology of Synthetic Metals (ICSM). Glasgow (Escócia). 17 a 22 de julho de 2022. Site.

– 4th Workshop on Coated Tools & Multifunctional Thin Films. Campinas, SP (Brasil). 20 a 23 de julho de 2022. Site.

– XII Curso do Método Rietveld. Fortaleza, CE (Brasil). 25 a 29 de julho de 2022. Site.

– Curso: Fundamentos de Microscopia Eletrônica de Transmissão. IFGW-UNICAMP + online (a confirmar). Segundo semestre de 2022. Mais informações.

– IUMRS-ICAM2021 + IMRC2022. Online + Cancun (México). 14 a 19 de agosto de 2022. Site.

– Machine Learning School for Materials @Ilum. Evento híbrido. 5 a 7 de setembro de 2022. Site.

– XVIII International Small Angle Scattering Conference. Online + Campinas, SP (Brasil). 11 a 16 setembro de 2022. Site.

– 18th International Conference on Plasma Surface Engineering (PSE 2022). Trade Fair Erfurt (Alemanha). 12 a 15 de setembro de 2022. Site.

XX B-MRS Meeting. Foz do Iguaçu (Brasil). 25 a 29 de setembro de 2022. Site.

– 7th Meeting on Self Assembly Structures in Solution and at Interfaces (AUTOORG 2022). Bento Gonçalves (RS). 2 a 4 de novembro de 2022. Site.

– 11th International Conference of the African Materials Research Society (AMRS2022 ). Dakar (Senegal). 12 a 15 de dezembro de 2022. Site.

– 41st International Conference on Vacuum Ultraviolet and X-ray Physics (VUVX 2023). Campinas (SP). 3 a 7 de julho de 2023. Site.

anuidades 2

Siga-nos nas redes sociais

Você pode divulgar novidades, oportunidades, eventos ou dicas de leitura da área de Materiais, e sugerir papers, pessoas e temas para as seções do boletim. Escreva para comunicacao@sbpmat.org.br.
Descadastre-se caso não queira receber mais as edições mensais do Boletim da SBPMat.

 

 

Artigo em destaque: Novo isolante natural para dispositivos ultrafinos.


Uma equipe de pesquisadores de instituições brasileiras deu os primeiros passos rumo ao uso da flogopita, mineral abundante no Brasil, como fonte natural de camadas isolantes ultrafinas que poderão ser usadas em dispositivos optoeletrônicos do futuro. “O nosso trabalho apresenta a inserção desse mineral natural na pesquisa de materiais e seu possível uso em diferentes áreas da nanotecnologia”, diz o cientista Alisson R. Cadore, autor correspondente do artigo recentemente publicado no periódico 2D Materials.

O trabalho se insere na busca por materiais bidimensionais (de um ou poucos átomos de espessura) de baixo custo. Nessa procura, a comunidade científica tem investigado os chamados “materiais lamelares”, os quais são formados por camadas ultrafinas empilhadas, unidas entre si pelas chamadas “forças de van der Waals”. Por serem relativamente fracas, essas forças físicas permitem que a separação das lamelas seja feita por meio de diversos métodos. Um dos exemplos mais conhecidos desse grupo é o grafite, que é a fonte do grafeno. Outro exemplo é o das micas, família de minerais que inclui a flogopita, a qual nunca tinha sido estudada na sua forma bidimensional antes do trabalho da equipe brasileira.

Neste trabalho, os pesquisadores usaram cristais macroscópicos de flogopita minerados em Itabira (MG) para gerar camadas bidimensionais mediante esfoliação mecânica. Essa técnica extremamente simples ganhou fama por ter protagonizado a primeira obtenção bem-sucedida de grafeno, que valeu o prêmio Nobel de Física a Andre Geim e Konstantin Novoselov em 2010. Nesse método, utiliza-se uma fita adesiva comum para separar flocos do material, os quais ficam grudados à fita. O procedimento é repetido até chegar à camada mais fina possível, a monocamada.

Usando esse método, os autores do artigo obtiveram monocamadas e flocos de algumas camadas de flogopita. Com eles, realizaram uma robusta caracterização que envolveu diversas técnicas experimentais em laboratórios da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) e da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Alguns resultados foram confirmados com simulações computacionais realizadas pelos autores da Universidade Federal de Lavras (UFLA).

 

Cristal macroscópico natural de flogopita; imagem de microscopia óptica de flocos de flogopita esfoliados com diferentes espessuras; representação da estrutura cristalina de uma monocamada de flogopita calculada por simulações computacionais.
Cristal macroscópico natural de flogopita; imagem de microscopia óptica de flocos de flogopita esfoliados com diferentes espessuras; representação da estrutura cristalina de uma monocamada de flogopita calculada por simulações computacionais.

 

“Neste trabalho, identificamos teórica e experimentalmente a composição química e estrutural da flogopita e demonstramos que esse isolante natural e abundante pode ser esfoliado até o limite de uma única camada, mantendo suas características físicas”, resume Cadore, que atualmente é pesquisador do Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano), mas realizou o trabalho na UPM, onde era professor. Uma das principais descobertas do estudo foi o fato de que a flogopita ultrafina é estável quando é submetida a processamento térmico, bem como quando é exposta ao ambiente (as amostras ficaram durante 13 meses em condições ambiente sem apresentar degradação).

Além disso, o trabalho comparou as características da flogopita com as do isolante sintético mais utilizado internacionalmente como substrato em nanodispositivos, o nitreto de boro hexagonal. Para isso, a equipe brasileira desenvolveu uma colaboração com o Instituto Nacional de Ciência dos Materiais do Japão (NIMS), onde é produzido o material com as melhores propriedades físicas. O grupo japonês forneceu os cristais sintéticos.

De acordo com os autores, dado que a flogopita bidimensional é um ótimo isolante elétrico e térmico, além de ser naturalmente abundante e de fácil extração, ela poderá ser usada como material de baixo custo em dispositivos que ainda são pouco explorados na escala nano, como transistores, capacitores e fotodetectores. Essas aplicações se tornam ainda mais promissoras perante a possibilidade de utilizar a flogopita bidimensional em estruturas de propriedades únicas chamadas “heteroestruturas de van der Waals”, as quais são formadas pelo empilhamento de camadas ultrafinas de materiais diferentes, unidas por forças de van der Waals. Por isso, os autores do artigo montaram heteroestruturas de flogopita e dissulfeto de tungstênio e estudaram algumas das suas propriedades. “Destacamos que a flogopita bidimensional é um isolante estável às condições ambiente e pode ser ainda facilmente combinado com outros materiais 2D, criando heteroestruturas híbridas ultrafinas, o que amplia a aplicação desse nanomaterial em novos dispositivos optoeletrônicos futuros”, diz Cadore.

 

Imagem de microscopia óptica de uma heteroestrutura de van der Waals contendo uma monocamada de dissulfeto de tungstênio sobre poucas camadas de flogopita. Análise de propriedades ópticas de heteroestruturas 2D.
Imagem de microscopia óptica de uma heteroestrutura de van der Waals contendo uma monocamada de dissulfeto de tungstênio sobre poucas camadas de flogopita. Análise de propriedades ópticas de heteroestruturas 2D.

 

Realizado dentro do doutorado de Raphaela de Oliveira, o trabalho da flogopita bidimensional se insere em uma linha de trabalho iniciada no Departamento de Física da UFMG. “Nossos estudos sempre envolveram diferentes pesquisadores nacionais e internacionais na obtenção e caracterização de diferentes materiais 2D naturais e a sua aplicação em nanodispositivos e nanofotônica ”, conta Cadore, cujo doutorado em Física pela UFMG foi sobre heteroestruturas bidimensionais de grafeno. O objetivo dessas pesquisas é achar materiais com as características ideais para essas aplicações, de modo a substituir os sintéticos, que têm alto custo.

O trabalho desenvolvido com a flogopita foi inspirado por estudos realizados com pedra-sabão, iniciados na UFMG em 2015. Os estudos com esse mineral continuaram no LNLS – CNPEM conduzidos pela pesquisadora Ingrid Barcelos, que também fez doutorado em Física na UFMG com uma pesquisa sobre heteroestruturas de van der Waals. Em 2021, Ingrid ganhou, pelo trabalho com pedra-sabão, um dos prêmios Para Mulheres na Ciência, outorgados pela L’Oréal Brasil em parceria com a UNESCO e Academia Brasileira de Ciências (ABC).

 

Alguns dos autores principais do artigo. A partir da esquerda: Alisson R. Cadore, Raphaela de Oliveira, Raphael Longuinhos, Ingrid D. Barcelos e Christiano J. S. de Matos.
Alguns dos autores principais do artigo. A partir da esquerda: Alisson R. Cadore, Raphaela de Oliveira, Raphael Longuinhos, Ingrid D. Barcelos e Christiano J. S. de Matos.

 

A pesquisa sobre flogopita bidimensional teve financiamento da CAPES, CNPq, Fundo Mackenzie de Pesquisa e Inovação, FAPESP, FAPEMIG e Prêmio L´OREAL-UNESCO-ABC Para Mulheres na Ciência.


Referência do artigo científico: Exploring the structural and optoelectronic properties of natural insulating phlogopite in van der Waals heterostructures. Alisson R Cadore, Raphaela de Oliveira, Raphael Longuinhos, Verônica de C Teixeira, Danilo A Nagaoka, Vinicius T Alvarenga, Jenaina Ribeiro-Soares, Kenji Watanabe, Takashi Taniguchi, Roberto M Paniago, Angelo Malachias, Klaus Krambrock, Ingrid D Barcelos and Christiano J S de Matos. 2022 2D Mater. 9 035007. https://doi.org/10.1088/2053-1583/ac6cf4.

Contato do autor correspondente: alissoncadore@gmail.com

Boletim da SBPMat. Edição 116ª.


 

20Anos_260px

Boletim da
Sociedade Brasileira
de Pesquisa em Materiais

Edição nº 116. 31 de maio de 2022.

Artigo em destaque

junho_artigo destaque

Equipe da UFPR desenvolveu um biossensor de alta sensibilidade e baixo custo, baseado em nanotubos de um polímero condutor, capaz de detectar anticorpos da Covid-19 em cerca de 30 minutos a partir da interação com poucas gotas de sangue (artigo da Materials Today Chemistry). Saiba mais.

Lives & Webinars

minicurso raman

Minicurso “Evolução da Espectroscopia Raman: Inovadores métodos de escaneamento de amostras, quimiometria por inteligência artificial, microgeoprocessamento de imagens e correlações colocalizadas com Microscopia Eletrônica de Varredura e MicroFluorescência de Raios X.”
Quando: 14 de junho das 9:00 às 12:00.
Onde: online.

minicurso 2_fluorescencia

Minicurso “Espectroscopia de Fluorescência – Análise de Absorbância e Transmitância Simultâneas – Tecnologia A-TEEM para Caracterização Química Molecular.”
Quando: 21 de junho das 9:00 às 12:00.
Onde: online.

Os dois minicursos são gratuitos. Mais informações e inscrições: https://www.sbpmat.org.br/pt/lives-webinars/

XX B-MRS Meeting

20meeting_imagemtopo_2

O evento recebeu mais de 1.500 resumos!

  • Notificação de aceitação do trabalho: até 10 de junho.
  • Submissão de resumo corrigido: até 24 de junho.
  • Notificação final de aceitação: até 01 de julho.
  • Submissão de resumos estendidos para participar dos prêmios para estudantes: de 01 de julho até 01 de agosto.
  • Auxílio coletivo FAPESP: pesquisadores de instituições de São Paulo podem ser elegíveis para obter apoio financeiro da FAPESP para participar do evento. Informações e inscrições, aqui.
  • Hospedagem: a aba “venue” do site do evento contém informações sobre reservas no hotel Rafain e em outros dos arredores.
  • Palestra memorial: será proferida pelo Prof Roberto Mendonça Faria (IFSC-USP).
  • Plenaristas: Christine Kranz (Ulm University), Daniel Mario Ugarte (UNICAMP), Gustavo Rivas (Univ. Córdoba), Natalie Stingelin (Georgia Tech Univ.), Olle Inganas (Linkoping Univ.), Pulickel Ajayan (Rice Univ.), Stuart Parkin (Univ Martin-Luther de Halle-Wittemberg).
  • Inscrições: abertas com desconto até 5 de agosto. Descontos especiais para sócios com anuidade 2022 paga.
  • Apoio e patrocínio: 16 empresas já confirmaram patrocínio e participação na exposição desta edição do evento. Empresas interessadas em participar da expo ou de outras formas de divulgação e apoio podem entrar em contato com Alexandre Alves no e-mail comercial@sbpmat.org.br.

Para mais informações e inscrições, visite o site do evento.

Comunidade

faria

No dia 03 de junho às 15h00, o Prof. Roberto Mendonça Faria, ex-presidente da SBPMat, será homenageado com um simpósio em comemoração ao seu 70º aniversário. Evento será realizado no IFSC-USP e transmitido no YouTube. Saiba mais.

Manifestos

– SBPMat subscreveu a nota da SBPC contra a intenção do governo federal de cortar mais de R$ 2,9 bilhões do MCTI, sendo R$ 2,5 bilhões do FNDCT. Saiba mais.

– SBPMat endossou manifesto da SBPC que alerta para os impactos negativos da defasagem no valor de bolsas pagas a pesquisadores no país. Saiba mais.

Dicas de leitura

– Cientistas criam método que permite, pela primeira vez, sintetizar novos materiais e estruturas e analisá-los in situ sob pressões de cerca de 1 terapascal – equivalente a mais de 3 vezes a pressão do centro da Terra (Nature). Saiba mais.

– Pesquisadores da UFABC e CNPEM desenvolvem eletrodos que permitem monitorar a saúde de plantas, aplicando a tecnologia de sensores vestíveis à agricultura de precisão (ACS Applied Materials and Interfaces). Saiba mais.

Inovação. Empresa dedicada ao desenvolvimento de materiais “verdes” lança tinta antichamas baseada em cristais de grafite e celulose. Inovação surgiu de pesquisa básica realizada em trabalho de mestrado e já recebeu vários prêmios. Saiba mais.

Oportunidades

– Chamada do consórcio europeu M-ERANET junto à FAPESP para projetos transnacionais de P&D em materiais. Submissão de propostas até 15 de junho. Saiba mais.

– Seleção para mestrado e doutorado em Materiais na EESC – USP. Inscrições até 05 de junho. Saiba mais.

Seleção para mestrado em Nanociência, Processos e Materiais Avançados na UFSC Blumenau. Inscrições até 22 de junho. Saiba mais.

Estágio no departamento de Filmes Finos e Medidas Elétricas do LNNano. Saiba mais.

Estágio no Processamento de Nanocerâmicas do LNNano. Saiba mais.

– Estágio no departamento de Microfabricação e Microfluidica do LNNano. Saiba mais.

Para acompanhar as oportunidades da área, entre no grupo da SBPMat no Linkedin.

Agenda de eventos presenciais e online

– International Conference on the Science and Technology of Synthetic Metals (ICSM). Glasgow (Escócia). 17 a 22 de julho de 2022. Site.

– 4th Workshop on Coated Tools & Multifunctional Thin Films. Campinas, SP (Brasil). 20 a 23 de julho de 2022. Site.

– IUMRS-ICAM2021 + IMRC2022. Online + Cancun (México). 14 a 19 de agosto de 2022. Site.

– Machine Learning School for Materials @Ilum. Evento híbrido. 5 a 7 de setembro de 2022. Site.

– XVIII International Small Angle Scattering Conference. Online + Campinas, SP (Brasil). 11 a 16 setembro de 2022. Site.

– 18th International Conference on Plasma Surface Engineering (PSE 2022). Trade Fair Erfurt (Alemanha). 12 a 15 de setembro de 2022. Site.

XX B-MRS Meeting. Foz do Iguaçu (Brasil). 25 a 29 de setembro de 2022. Site.

– 7th Meeting on Self Assembly Structures in Solution and at Interfaces (AUTOORG 2022). Bento Gonçalves (RS). 2 a 4 de novembro de 2022. Site.

– 11th International Conference of the African Materials Research Society (AMRS2022 ). Dakar (Senegal). 12 a 15 de dezembro de 2022. Site.

– 41st International Conference on Vacuum Ultraviolet and X-ray Physics (VUVX 2023). Campinas (SP). 3 a 7 de julho de 2023. Site.

anuidades 2

Siga-nos nas redes sociais

Você pode divulgar novidades, oportunidades, eventos ou dicas de leitura da área de Materiais, e sugerir papers, pessoas e temas para as seções do boletim. Escreva para comunicacao@sbpmat.org.br.
Descadastre-se caso não queira receber mais as edições mensais do Boletim da SBPMat.

Artigo em destaque: Biossensor de polímero condutor e nanopartículas na luta contra a pandemia.


Esquerda: representação dos eletrodos do biossensor revestidos com polipirrol nanotubular ou granulado e nanopartículas de ouro. Centro: proteína do SARS-CoV-2 imobilizada na nanopartícula e interagindo com o anticorpo. Direita: dispositivo detectando anticorpos em uma amostra de sangue.
Esquerda: biossensor de polipirrol nanotubular (acima) ou granulado (abaixo) e nanopartículas de ouro. Centro: proteína do SARS-CoV-2 imobilizada na nanopartícula e interagindo com o anticorpo. Direita: dispositivo detectando anticorpos em uma amostra de sangue.

Uma  equipe de pesquisadores da Universidade Federal do Paraná (UFPR) desenvolveu um biossensor de baixo custo capaz de detectar anticorpos da Covid-19 em cerca de 30 minutos e com alta sensibilidade. O sistema mostrou-se promissor para produzir dispositivos portáteis e descartáveis que possam ser usados para diagnosticar a infecção por coronavírus ou, ainda, para confirmar a produção de anticorpos após a vacinação usando apenas algumas gotas de sangue.

Biossensores são sistemas que possuem um elemento biológico (neste caso, a proteína N do vírus SARS-CoV-2) responsável por interagir quimicamente com aquilo que se deseja detectar (neste caso, o anticorpo específico para esse antígeno). Quando a interação ocorre, a reação química é transformada no dispositivo em um sinal interpretável.

O biossensor desenvolvido na UFPR se baseia em uma malha de aço inoxidável revestida com um material híbrido, formado por um polímero que conduz eletricidade (o polipirrol) e nanopartículas de ouro. Nessas nanopartículas, as proteínas do vírus são imobilizadas, de modo que os anticorpos das amostras de sangue, se houver, entram em contato com os seus antígenos, reagem espontaneamente com eles e se tornam detectáveis.

Combate à pandemia

A ideia do trabalho surgiu no início da pandemia de Covid-19, quando a sociedade sentiu a necessidade imperiosa de contar com sistemas capazes de detectar tanto o vírus quanto os anticorpos gerados pela infecção. Nesse momento, os professores Dênio Souto e Marcio Vidotti, da UFPR, decidiram reunir as suas expertises em sensores e temas afins para participar desses esforços mundiais.

“De início já sabíamos que a urgência e a multidisciplinaridade do assunto aumentariam o nosso desafio”, diz Bruna M. Hryniewicz, primeira autora do artigo que reporta esta pesquisa no periódico Materials Today Chemistry. Bruna participou da pesquisa durante o seu doutorado, ainda em andamento, sob orientação do professor Vidotti, ambos do Grupo de Pesquisa em Macromoléculas e Interfaces da UFPR.

A proposta foi construir um sistema de detecção de anticorpos baseado na tese de doutorado de Ana Leticia Soares, que acabava de ser defendida pela UFPR. Com orientação dos professores Marcio Vidotti e Luis Fernando Marchesi, o trabalho resultou  numa plataforma formada por um polímero condutor modificado com nanopartículas de ouro que apresentou respostas promissoras ao ser unida a diversos pares de antígenos e anticorpos.

Mais sensibilidade e seletividade

Imagens de microscopia eletrônica mostram os materiais desenvolvidos para o biossensor: polipirrol granulado (esquerda) e nanotubular (direita) com nanopartículas de ouro.
Imagens de microscopia eletrônica mostram os materiais desenvolvidos para o biossensor: polipirrol granulado (esquerda) e nanotubular (direita) com nanopartículas de ouro.

Partindo dessa plataforma, a equipe investigou algumas questões que poderiam melhorar a sensibilidade e seletividade do biossensor – parâmetros que permitem diminuir a quantidade de falsos positivos e negativos nos resultados da detecção, inclusive em pequenas quantidades de amostra.

Nesse sentido, os autores sintetizaram e caracterizaram duas morfologias de polipirrol para produzir o material híbrido, a  globular e a nanotubular, e verificaram que o biossensor de nanotubos poliméricos tinha uma sensibilidade oito vezes maior para detectar os anticorpos do que o sistema com polipirrol globular.

Outro ponto importante foi a escolha do método de imobilização da proteína N nas nanopartículas. Os pesquisadores optaram por promover uma ligação covalente (ligação química baseada no compartilhamento de pares de elétrons entre os átomos envolvidos), a qual traz mais estabilidade e sensibilidade ao sistema. De fato, essa metodologia posiciona o antígeno em uma orientação na qual os sítios de interação com o anticorpo ficam disponíveis – interação que é ainda mais incentivada pelo ambiente químico favorável propiciado pelo polipirrol. “Todas essas características permitem que o biossensor apresente respostas satisfatórias de sensibilidade e seletividade”, afirma Jaqueline Volpe, também primeira autora do artigo, que participou da pesquisa durante seu mestrado, sob orientação do professor Dênio Souto, ambos do Laboratório de Espectrometria, Sensores e Biossensores.

Além da participação de docentes, pós-docs e alunos do Programa de Pós-Graduação em Química da UFPR, foi fundamental na pesquisa a colaboração de pesquisadores e médicos da UFPR e do Hospital Erasto Gaertner, de Curitiba. Esses colaboradores forneceram rapidamente a proteína N do SARS-CoV-2. Eles também conseguiram amostras de sangue de pessoas com e sem Covid-19 que tinham feito exames de PCR (a metodologia de diagnóstico considerada mais segura), as quais foram usadas para testar o desempenho do biossensor.

“Levando em consideração que o trabalho foi realizado durante o auge da pandemia, os desafios foram inúmeros, desde o acesso aos laboratórios, até a exploração de um tema de alta relevância, o qual gera maior pressão no desenvolvimento da pesquisa”, comenta Larissa Bach Toledo, coautora do artigo.

Aspecto e tamanho do biossensor: malha de aço antes e após a construção do biossensor, ao lado de uma moeda para referência.
Aspecto e tamanho do biossensor: malha de aço antes e após a construção do biossensor, ao lado de uma moeda para referência.

De acordo com as autoras, o biossensor desenvolvido é promissor para uso em larga escala no diagnóstico de infectados e no monitoramento de anticorpos devido ao método simples e escalável de fabricação dos eletrodos (síntese em batelada), somado ao baixo custo da matriz de aço inox e à alta sensibilidade do sistema. Contudo, para produzi-lo comercialmente, seria necessário fazer muitos mais testes de validação com amostras reais, bem como transformar o sistema em um dispositivo simples, miniaturizado e fácil de usar, no qual os resultados da detecção possam ser interpretados por qualquer pessoa.

Esta pesquisa contou com financiamento da fundação alemã Alexander von Humboldt, da UFPR por meio do edital Proind 2020 e das agências brasileiras CAPES e CNPq. O trabalho também recebeu apoio do INCTBio, do qual o professor Marcio Vidotti faz parte.

Autores do artigo. À esquerda, Prof. Marcio Vidotti e Bruna M. Hryniewicz. À direita, Prof. Dênio Souto e Jaqueline Volpe.
Autores do artigo. À esquerda, Prof. Marcio Vidotti e Bruna M. Hryniewicz. À direita, Prof. Dênio Souto e Jaqueline Volpe.

Referência do artigo científico: Development of polypyrrole (nano)structures decorated with gold nanoparticles toward immunosensing for COVID-19 serological diagnosis. B. M. Hryniewicz, J. Volpe, L. Bach-Toledo, K. C. Kurpel, A. E. Deller, A. L. Soares, J. M. Nardin, L. F. Marchesi, F. F. Simas, C. C. Oliveira, L. Huergo, D. E. P. Souto, M. Vidotti. Materials Today Chemistry. Volume 24, June 2022, 100817. https://doi.org/10.1016/j.mtchem.2022.100817.

Contato dos autores correspondentes: denio.souto@ufpr.br e mvidotti@ufpr.br.

Boletim da SBPMat. Edição nº 115.


 

20Anos_260px

Boletim da
Sociedade Brasileira
de Pesquisa em Materiais

Edição nº 115. 30 de abril de 2022.

Artigo em destaque

artigo destaque_news

Equipe da UFMS, IQSC-USP e UFGD desenvolveu catalisadores com baixo teor de metal nobre, alta eficiência e alta durabilidade para a produção sustentável de peróxido de hidrogênio – composto que tem um mercado grande e em expansão. (Artigo da ACS Applied Materials & Interfaces) Saiba mais.

Lives & Webinars

Lives_logo_260px

A SBPMat, em parceria com a Horiba, vai oferecer no mês de junho dois minicursos sobre temas relacionados às espectroscopias Raman e de fluorescência. Os eventos são gratuitos, e sócios da SBPMat podem receber certificado de participação. As inscrições estão abertas e as vagas são limitadas. Mais informações e inscrições.

XX B-MRS Meeting

20meeting_imagemtopo_2

A submissão de resumos foi prorrogada até 6 de maio!

  • Data: 25 a 29 de setembro de 2022.
  • Local: Hotel Rafain Palace, Foz do Iguaçu (PR).
  • Coordenadoras: Profa. Lucimara Stolz Roman (UFPR) e Profa. Marcela Mohallen Oliveira (UTFPR).
  • Submissão de resumos: aberta até 6 de maio.
  • Simpósios: são 23 simpósios temáticos sobre pesquisa nos mais diversos materiais, da síntese até as aplicações, organizados por cerca de 100 cientistas do Brasil e do exterior.
  • Hospedagem: a aba “venue” do site do evento contém informações sobre reservas no hotel Rafain e em outros dos arredores.
  • Palestra memorial: será proferida pelo Prof Roberto Mendonça Faria (IFSC-USP).
  • Plenaristas: Christine Kranz (Ulm University), Daniel Mario Ugarte (UNICAMP), Gustavo Rivas (Univ. Córdoba), Natalie Stingelin (Georgia Tech Univ.), Olle Inganas (Linkoping Univ.), Pulickel Ajayan (Rice Univ.), Stuart Parkin (Univ Martin-Luther de Halle-Wittemberg).
  • Inscrições: abertas com desconto até 5 de agosto. Descontos especiais para sócios com anuidade 2022 paga.
  • Apoio e patrocínio: 11 empresas já confirmaram patrocínio e participação na exposição desta edição do evento. Empresas interessadas em participar da expo ou de outras formas de divulgação e apoio podem entrar em contato com Alexandre Alves no e-mail comercial@sbpmat.org.br.

O XX B-MRS Meeting vai celebrar os 20 anos da SBPMat e a 20ª edição do evento. Contamos com a sua participação!

Para mais informações, submissões e inscrições, visite o site do evento.

Artigos da comunidade

Pesquisadoras da UNICAMP, em colaboração com cientistas do exterior, desenvolveram líquidos iônicos para uso na produção de etanol a partir de bagaço de cana em biorrefinarias. Acesse o paper: https://doi.org/10.1021/acssuschemeng.1c05353.

Para sugerir a divulgação de um artigo da sua autoria, de alto impacto e feito no Brasil, envie a referência, 1 frase e 1 imagem sobre o paper para comunicacao@sbpmat.org.br.

Comunidade

elvira

A cientista de materiais portuguesa Elvira Fortunato é a nova Ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal. Elvira participou de vários B-MRS Meetings, inclusive como organizadora de simpósio e como plenary speaker. Saiba mais.

rodrigo premio

O Prof Rodrigo Martins (FCT NOVA), sócio da SBPMat, recebeu o Prêmio Carreira e Reconhecimento da Sociedade Portuguesa de Materiais (SPM). O cientista português atualmente é o presidente da IUMRS. Saiba mais.

tatiane

A doutoranda Tatiane Pretto recebeu uma isenção para participar do XX B-MRS Meeting como prêmio pela melhor apresentação oral do evento Fronteiras Nano 2021. O trabalho premiado, desenvolvido no seu mestrado em Materiais na UFRGS, foi sobre nanopartículas de CuxSbySz.

Dicas de leitura

– Usando microscopia de altíssima resolução em conjunto com simulações computacionais, cientistas observam a deformação do contorno de grão em materiais metálicos poligranulados na escala atômica e em tempo real (Science). Saiba mais.

– Cientistas modificam com polímeros a superfície de membranas usadas para separar CO2 de outros gases e melhoram seu desempenho, reunindo permeabilidade e seletividade (Science). Saiba mais.

– Trabalho com participação de pesquisadores de universidades brasileiras demonstra o uso de alta pressão para controlar propriedades e estudar a estrutura eletrônica de monocamadas de dicalcogenetos de metais de transição usando espectroscopia Raman de ressonância dupla (ACS Nano). Saiba mais.

Oportunidades

– Estão abertas até 9 de maio as inscrições para o programa Para Mulheres na Ciência (L´Oréal, Unesco e ABC) que vai outorgar bolsas-auxílio de R$ 50 mil a jovens pesquisadoras atuantes no Brasil. Saiba mais.

– Programa CAPES/ Humboldt concede bolsas para pós-docs e pesquisadores experientes do Brasil para fazer pesquisa na Alemanha. Inscrições até 31 de maio. Saiba mais.

– Pós-doutorado em cerâmicas para próteses dentais com bolsa FAPESP. Saiba mais.

– Pós-doutorado no Mackenzie em Síntese e Caracterização de MOFs para dispositivos eletrônicos. Inscrições até 15 de maio. Saiba mais.

Para acompanhar as oportunidades da área, entre no grupo da SBPMat no Linkedin.

Agenda de eventos presenciais e online

– Webinar: Materials for energy. 3 de maio de 2022. Organizado pela ACS Publications, com apoio da SBPMat. Site.

– IV Curso do Método Rietveld. Belém, PA (Brasil). 2 a 6 de maio de 2022. Site.

– WOCSDICE EXMATEC 2022. Ilha de São Miguel (Portugal). 3 a 6 de maio de 2022. Site.

– 2022 E-MRS Spring Meeting and Exhibit. Online. 30 de maio a 3 de junho de 2022. Site.

– International Conference on the Science and Technology of Synthetic Metals (ICSM). Glasgow (Escócia). 17 a 22 de julho de 2022. Site.

– 4th Workshop on Coated Tools & Multifunctional Thin Films. Campinas, SP (Brasil). 20 a 23 de julho de 2022. Site.

– IUMRS-ICAM2021 + IMRC2022. Online + Cancun (México). 14 a 19 de agosto de 2022. Site.

– XVIII International Small Angle Scattering Conference. Online + Campinas, SP (Brasil). 11 a 16 setembro de 2022. Site.

– 18th International Conference on Plasma Surface Engineering (PSE 2022). Trade Fair Erfurt (Alemanha). 12 a 15 de setembro de 2022. Site.

XX B-MRS Meeting. Foz do Iguaçu (Brasil). 25 a 29 de setembro de 2022. Site.

– 7th Meeting on Self Assembly Structures in Solution and at Interfaces (AUTOORG 2022). Bento Gonçalves (RS). 2 a 4 de novembro de 2022. Site.

– 11th International Conference of the African Materials Research Society (AMRS2022 ). Dakar (Senegal). 12 a 15 de dezembro de 2022. Site.

41st International Conference on Vacuum Ultraviolet and X-ray Physics (VUVX 2023). Campinas (SP). 3 a 7 de julho de 2023. Site.

anuidades

Siga-nos nas redes sociais

Você pode divulgar novidades, oportunidades, eventos ou dicas de leitura da área de Materiais, e sugerir papers, pessoas e temas para as seções do boletim. Escreva para comunicacao@sbpmat.org.br.
Descadastre-se caso não queira receber mais as edições mensais do Boletim da SBPMat.