Boletim da SBPMat. 102ª edição.


 

logo header 400

Boletim da
Sociedade Brasileira
de Pesquisa em Materiais

Edição nº 102. 28 de fevereiro de 2021.

Anuidades SBPMat 2021

Sócios da SBPMat podem encontrar os boletos referentes à anuidade 2021 em suas áreas de sócios, inserindo login e senha no cabeçalho do site. Estudantes e profissionais que ainda não são sócios estão convidados a fazer parte. Entre outros benefícios, o pagamento da anuidade concede importante desconto na inscrição ao XIX B-MRS Meeting (o desconto é maior do que o valor da anuidade). Saiba mais.

banner socios newsletter

Artigo em Destaque

Equipe envolvendo duas univesidades brasileiras e um laboratório dos EUA mediu, pela primeira vez, propriedades ópticas não lineares de um material bidimensional da família dos metais de transição dicalcogênicos, abrindo possibilidades de aplicações. O trabalho foi recentemente reportado na Applied Physics Letters. Saiba mais.

imagem_news

XIX B-MRS Meeting + IUMRS ICEM 2021 (virtual)

logo_560

Submissão. O envio de resumos abre amanhã, 1º de março, e encerra em 25 de abril. Veja instruções para autores, aqui.

Simpósios. Resumos podem ser submetidos dentro dos 24 simpósios temáticos que compõem o evento, abrangendo os mais diversos materiais, desde o design até as aplicações. Veja a lista de simpósios, aqui.

Prêmios para estudantes de graduação e pós-graduação. Os Bernhard Gross Awards, da SBPMat, distinguirão o melhor pôster e melhor oral de cada simpósio. Os ACS Publications Prizes vão outorgar prêmios em dinheiro aos melhores trabalhos de todo o evento. Saiba como concorrer aos prêmios, aqui.

Plenárias e palestra memorial. 8 cientistas de destaque internacional confirmaram presença no evento. Veja aqui.

Inscrição. Desconto por early registration está disponível até 30 de julho. Sócios ativos da SBPMat pagam valores reduzidos, sendo que o pagamento da anuidade de sócio pode ser feito junto à inscrição ao evento ou separadamente. Confira os valores, aqui.

Apoio e patrocínio. Esta edição virtual do evento oferece diversas possibilidades para empresas e entidades interessadas em se conectar com a comunidade e exibir seus produtos e serviços. Interessados podem entrar em contato com Alexandre Alves no e-mail comercial@sbpmat.org.br.

Site do evento: https://www.sbpmat.org.br/19encontro/

Lives & Webinars

sbpmat-Lives-logo_560

– Ciclo de lives sobre empreendedorismo na ciência!

6 bate-papos com empreendedores que criaram startups/ empresas no segmento de materiais e nanotecnologia, com produtos como nanoativos para cosméticos, materiais antimicrobianos, nanofertilizantes e células solares flexíveis.

– Lives ocorrem ao longo do mês de março.

– As inscrições (gratuitas) estão abertas.

– Informações e inscrições: https://www.sbpmat.org.br/pt/lives-webinars/

Ações da SBPMat

– SBPMat se soma a mais de 100 entidades do Brasil em manifesto, pedindo que o Senado retire de pauta a PEC 186, também chamada PEC Emergencial, que propõe a desvinculação dos recursos obrigatórios para saúde e educação do Orçamento Geral da União. Veja o manifesto.

– SBPMat apoia petição pela derrubada dos vetos do Presidente Bolsonaro à lei sobre o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), que conta com mais de 120 mil assinaturas até o momento. Os vetos atentam contra a liberação de recursos para CTI. Abaixo-assinado ainda está aberto. Assine a petição.

– Mulheres da Diretoria e dos University Chapters da SBPMat gravaram mensagens para a comunidade no Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência. Veja os vídeos de: Profa. Mônica Cotta (presidente da SBPMat), Profa. Andrea de Camargo (diretora científica da SBPMat), Karolyne Silva (presidente do UC-UFPE) e Nayrim Guerra (presidente do UC-RS).

Novidades de Sócios da SBPMat

– Os sócios da SBPMat Osvaldo Novais de Oliveira Junior (IFSC-USP) e Oswaldo Luiz Alves (UNICAMP) participaram de edição da BandNews DOCs sobre Nanotecnologia. Veja aqui.

Políticas de CTI

– Senado aprovou, por unanimidade, o Marco Legal das Startups e do Empreendedorismo Inovador (PLP 146/2019), que traz medidas de estímulo à criação de empresas de inovação e estabelece incentivos para quem investir nessas empresas. Saiba mais.

Dicas de Leitura

– Trabalho de equipe com grande participação brasileira, liderada pelo Prof Ado Jorio (UFMG), ajuda a elucidar a supercondutividade do grafeno bicamada rodado (twisted) a partir do uso do nanoscópio – instrumento desenvolvido na UFMG e Inmetro, capaz de revelar informações sobre materiais 2D que antes não podiam ser alcançadas por métodos experimentais nem teóricos (capa da Nature). Saiba mais.

– Cientistas desenvolvem filtro de TNT para máscaras usando plástico biodegradável revestido com nanopartículas de quitosana. Novo filtro tem alta eficiência, é reutilizável e não contamina o ambiente quando descartado (Advanced Science). Saiba mais.

– Pesquisadores do Brasil estudam interações entre membranas celulares e nanopartículas, abrindo possibilidades para o design de nanofármacos dentro de uma abordagem personalizada da medicina (Materials Today Communications). Saiba mais.

– Pesquisadores do Brasil desenvolvem método de síntese de tungstato de prata que pode ser levado à escala industrial, visando à produção de compósitos com ação antimicrobiana. Saiba mais.

Oportunidades

– Programa da Finep para aceleração e premiação de startups de todas as regiões do Brasil lideradas por mulheres. Chamada aberta até 08/03. Saiba mais.

– Processo seletivo para doutorado em Materiais na UFG-Catalão (UFCAT). Inscrições até 05/03. Saiba mais.

– Mestrado acadêmico em Nanociência, Processos e Materiais Avançados da UFSC – Blumenau. Inscrições até 19/03. Saiba mais.

Agenda de eventos presenciais e online

– VIRTUAL. Empreendedorismo na ciência: do laboratório ao mercado. Bate-papos com empreendedores. Lives & Webinars da SBPMat. 8 a 24 de março de 2021. Site.

VIRTUAL. IV Escola de Verão do PPGCET/UFCAT. 15 a 18 de março. Flyer.

VIRTUAL. II MultiMat (encontro de programas de pós-graduação em materiais da região Sul). 15 a 19 de março de 2021. Site.

VIRTUAL. V Seminário Brasileiro de Terras Raras. 12 a 14 de abril. Site.

VIRTUAL. 47th International Conference on Metallurgical Coatings & Thin Films (ICMCTF). 26 a 30 de abril de 2021. Site.

4th International Conference on Applied Surface Science. Barcelona (Espanha). 28 de junho a 1 de julho de 2021. Site.

4th Workshop on Coated Tools & Multifunctional Thin Films. Campinas, SP (Brasil). 20 a 23 de julho de 2021. Site.

VIRTUAL. XIX B-MRS Meeting (Encontro da SBPMat) + IUMRS ICEM (International Conference on Electronic Materials). 30 de agosto a 3 de setembro de 2021. Site.

– 7th International Polysaccharide Conference (EPNOE 2021). Nantes (França). 11 a 15 de outubro de 2021. Site.

– 7th Meeting on Self Assembly Structures in Solution and at Interfaces. Bento Gonçalves, RS (Brasil). 3 a 5 de novembro de 2021. Site.

– XVIII International Small Angle Scattering Conference. Campinas, SP (Brasil). 11 a 16 setembro de 2022. Site.

Siga-nos nas redes sociais

Você pode divulgar novidades, oportunidades, eventos ou dicas de leitura da área de Materiais, e sugerir papers, pessoas e temas para as seções do boletim. Escreva para comunicacao@sbpmat.org.br.

Artigo em destaque: Interações não lineares com um material bidimensional.


Quando o feixe de luz emitido por um apontador laser atinge uma janela de vidro de alguns milímetros de espessura, uma parte da luz é refratada, o que significa que a velocidade da onda de luz mudou quando ela entrou no vidro. Essa mudança pode ser facilmente quantificada: os índices de refração do ar e do vidro são de cerca de 1,00029 e 1,5, aproximadamente. O fenômeno da refração é bem conhecido; costuma ser ensinado na disciplina de Física no Ensino Médio e se encaixa na chamada Óptica Linear.

A luz emitida pelo apontador laser tem uma potência baixa, de alguns milésimos de watts. Entretanto, quando a potência do laser é muito alta (de dezenas ou milhares de watts), acontecem outros fenômenos na interação entre a luz e o material, os quais são chamados de “não lineares”. Um deles é fazer o vidro agir como uma lente convexa ou côncava. A magnitude desse efeito depende não apenas das características do feixe de luz, mas também do material, e pode ser quantificada pelo índice de refração não linear.

Configuração experimental básica para a técnica Z-scan, utilizada para medir o índice de refração e não linear do material estudado.
Configuração experimental básica para a técnica Z-scan, que foi utilizada para medir o índice de refração não linear do material estudado.

Uma equipe multidisciplinar que reuniu pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), da Universidade Presbiteriana Mackenzie e do Laboratório de Pesquisa da Força Aérea dos Estados Unidos (Air Force Research Laboratory, AFRL) conseguiu determinar, pela primeira vez, o coeficiente de refração não linear do ZrTe2 (telureto de zircônio) – material bidimensional, ainda pouco estudado, da família dos metais de transição dicalcogênicos (TMDs, na sigla em inglês). O estudo foi recentemente reportado em artigo publicado na Applied Physics Letters.

Os TMDs têm propriedades elétricas e ópticas únicas que dependem da sua espessura, a qual pode chegar à escala subnanométrica. De fato, camadas extremamente finas, transparentes e flexíveis podem ser produzidas com esses metais, que, logicamente, têm despertado interesse para diversas aplicações. Detalhe importante: para várias dessas aplicações, como, por exemplo, as relacionadas com imageamento médico, as propriedades mais importantes são as do universo da Óptica Não Linear.

Melissa Maldonado e Manoel L. da Silva Neto (primeiros autores do artigo). À direita, o professor Anderson Gomes, autor correspondente do paper.
Melissa Maldonado e Manoel L. da Silva Neto (primeiros autores do artigo). À direita, o professor Anderson Gomes, autor correspondente do paper.

Nesse contexto, o professor Anderson Stevens Leonidas Gomes (UFPE) vem desenvolvendo, há cerca de três anos, uma linha de pesquisa voltada ao estudo das propriedades não lineares de TMDs, realizada em colaboração com pesquisadores do AFRL. “Eles preparam o material e nós fazemos a caracterização óptica não linear”, conta o cientista. “O papel de Melissa Maldonado, que realizou doutorado e agora pós-doutorado sob minha supervisão, foi e está sendo essencial, pois ela domina com propriedade as técnicas de caracterização e foi a principal responsável pelos trabalhos nesta linha de pesquisa”, completa.

Vários materiais da família dos TMDs bidimensionais já foram estudados pela equipe. No trabalho publicado na Applied Physics Letters, os pesquisadores do AFRL preparam nanoflocos de telureto de zircônio de cerca de 1 nm de espessura e 50 a 100 nm de comprimento, utilizando um método que se baseia em laminar a superfície de nanopartículas mais espessas. As amostras viajaram do estado de Ohio até São Paulo e chegaram ao Mackenzie, onde foi realizada uma parte da caracterização. Finalmente, as amostras foram enviadas à UFPE, onde suas propriedades ópticas não lineares foram sondadas mediante o uso de um laser emissor de pulsos muito curtos e fortes, que interagiu com os nanoflocos de telureto de zircônio. Depois de realizar uma série de cálculos matemáticos, o professor Gomes e seu grupo conseguiram determinar o coeficiente de refração não linear do material. Mediante simulações computacionais, os autores puderam, ainda, entender a origem do fenômeno e, dessa maneira, abrir possibilidades para controla-lo.

“A principal contribuição científica deste trabalho é medir, de forma inequívoca e apropriada, um dos coeficientes ópticos que indicam a magnitude da não linearidade óptica do material”, diz o professor Anderson Gomes, que é autor correspondente do artigo. “Este coeficiente é importante para definir quais aplicações fotônicas podem ser exploradas neste material”, completa.

O trabalho recebeu apoio financeiro das agências brasileiras federais CNPq e Capes, do INCT Nanocarbono, da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE) e da agência estadunidense AFOSR. Os autores utilizaram recursos computacionais do Núcleo Avançado de Computação de Alto Desempenho (NACAD) da COPPE/UFRJ.


Referência do artigo científico: Femtosecond nonlinear refraction of 2D semi-metallic redox exfoliated ZrTe2 at 800nm. Melissa Maldonado, Manoel L. da Silva Neto, Pilar G. Vianna, Henrique B. Ribeiro, Cid B. de Araujo, Christiano J. S. de Matos, Leandro Seixas, Ali M. Jawaid, Robert Busch, Allyson J. Ritter,  Richard A. Vaia, and Anderson S. L. Gomes. Appl. Phys. Lett. 118, 011101 (2021); doi: 10.1063/5.0031649

Contato do autor correspondente: Prof Anderson Gomes (UFPE) – anderson.lgomes@ufpe.br


Online XIX B-MRS Meeting + IUMRS ICEM 2021. Mensagem do coordenador do evento.


Dear Colleagues

We are happy to announce that we’ve just released the list of symposia that will be held at the XIX B-MRS and IUMRS-ICEM 2021. A total of 24 symposia were selected, covering areas ranging from Biomaterials to Electronic Structure Calculations.

Besides these exciting symposia, that will count with invited speakers and oral and poster presentations, we will also have seven Plenary speakers:

logo_560-Alex Zunger (University of Colorado Boulder, USA)
-Edson Leite (LNNano, Brazil)
-Hideo Hosono (Tokyo Institute of Technology, Japan)
-John Rogers (Northwestern University, USA)
-Luisa Torsi (Università degli Studi di Bari “A. Moro”, Italy)
-Tao Deng (Shanghai Jiaotong University, China)
-Thuc-Quyen Nguyen (University of California Santa Barbara, USA).

The Memorial Lecture will be delivered by Cid Bartolomeu de Araújo (UFPE, Brazil).

Owing to the uncertainties brought to us by the COVID pandemic, this year our conferences will be held online, from August 30th until September 3rd. The B-MRS is the largest conference in the area of Materials Science in Latin America, and we believe that the online meeting will bring the possibility to even larger participation.

It will be our great pleasure to welcome you all to the virtual XIX B-MRS and 2021 ICEM meetings next August/September ONLINE.

Stay well and take care,

Gustavo Dalpian
Conference Chair

Boletim da SBPMat. 101ª edição.


 

logo header 400

Boletim da
Sociedade Brasileira
de Pesquisa em Materiais

Edição nº 101. 31 de janeiro de 2021.

XIX B-MRS Meeting + IUMRS ICEM 2021

logo_560

– O evento da SBPMat em 2021 será virtual!

– Ocorrerá de 30 de agosto (segunda-feira) a 3 de setembro (sexta-feira) deste ano.

– Será realizado em conjunto com o IUMRS-ICEM.

24 simpósios compõem esta edição do evento. Veja a lista.

– A submissão de resumos abre em 1º de março. Veja as instruções.

Site do evento: https://www.sbpmat.org.br/19encontro/

Artigo em Destaque

Uma equipe científica brasileira estudou detalhadamente materiais baseados no polímero PEDOT:PSS, promissor para substituir o ITO como eletrodo de células solares orgânicas. Os pesquisadores confirmaram que a adição de determinada proporção de óxido de grafeno ao polímero gera um material mais eficiente e mais barato, o qual se adapta ao sistema favorito para produção industrial dessas células solares flexíveis. O trabalho foi recentemente reportado em The Journal of Physical Chemistry C. Saiba mais.

news_artigo

Ações da SBPMat

– SBPMat, junto a mais de 90 entidades, apoia petição pela derrubada dos vetos do Presidente Bolsonaro à lei sobre o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT). Os vetos atentam contra a liberação de recursos para CTI. Saiba mais e assine a petição.

– SBPMat e mais de 300 entidades de vários setores da sociedade civil apoiam o manifesto “Vacinação Já” pelo início imediato da vacinação contra a Covid-19, gratuita e para todos, sem interferências políticas que atentem contra a saúde dos brasileiros. Saiba mais.

Novidades de Sócios da SBPMat

– Prof. Gustavo M. Dalpian (UFABC), sócio da SBPMat e coordenador do XIX B-MRS Meeting + IUMRS ICEM, foi nomeado editor associado de uma nova revista científica open access da área de materiais, a “Discover Materials” (Springer). Saiba mais.

Dicas de Leitura

– Depois de meio século de esforços internacionais, cientistas desenvolveram um material baseado em silício capaz de emitir luz. Descoberta, escolhida como “2020 Breakthrough of the Year” pela revista Physics World, abre possibilidades de integrar dispositivos optoeletrônicos em chips de silício (Nature). Saiba mais.

– Cientistas apresentam o primeiro estudo experimental detalhado da estrutura de vidros metálicos maciços (BMGs) – nova família de materiais, metálicos e amorfos ao mesmo tempo, com grande potencial de aplicação na indústria (Materials Today). Saiba mais.

– Nova técnica para fabricação de heteroestruturas. Cientistas conseguem rotar camadas de materiais bidimensionais para alinhá-las da forma desejada e controlar, assim, as propriedades da estrutura (Science Advances). Saiba mais.

– Pesquisadores produzem nanoestrutura com inovadora textura na superfície, capaz de penetrar em biofilmes (colônias de micróbios) e gerar uma reação química que mata bactérias. Magnética, a nanoestrutura também facilita a remoção dos restos de biofilme (Nano Letters). Saiba mais.

– Equipe científica franco-brasileira desenvolve estruturas alongadas muito flexíveis, usando um campo magnético para agregar nanopartículas de ferro ligadas por um polímero. Os cílios artificiais poderiam ser usados para direcionar fluidos ou levar material para dentro de células (The Journal of Physical Chemistry C). Saiba mais.

Covid-19

– Pesquisa brasileira gera sistema portátil, de baixo custo e alta sensibilidade para diagnóstico da Covid-19, baseado em genossensor. Saiba mais.

– Grupo de pesquisa e startup de São Paulo desenvolvem teste rápido de baixo custo, baseado em nanopartículas, para detectar anticorpos contra a Covid-19. Dispositivo poderia ser usado para monitorar resposta da população às vacinas. Saiba mais.

Oportunidades

– Bolsas de treinamento técnico para projeto PIPE Fapesp em biossensores. Saiba mais.

– Chamada internacional de estudantes da Egypt-Japan University of Science and Technology (Egito) para mestrado e doutorado. Aberta até 13 de fevereiro. Saiba mais.

– Especialização em ensino de Nanociências e Nanotecnologia EaD na Universidade Franciscana (UFN) – Santa Maria (RS). Inscrições até 03/03. Saiba mais.

– Chamada de projetos da Finep e MCTI para desenvolvimento de produtos/ processos/ serviços inovadores na área de materiais bidimensionais e minerais estratégicos. Podem participar ICTs em colaboração com empresas e startups. Submissão aberta até 01/03/21. Saiba mais.

Agenda de eventos presenciais e online

– WEBINAR “PhD and Beyond: Laying the Foundation for a Successful Career”. 9 de fevereiro de 2021 às 11h (horário de Brasília). Organização: CINE. Apoio: SBPMat. Informações e inscrições (gratuitas).

4th International Conference on Applied Surface Science. Barcelona (Espanha). 28 de junho a 1 de julho de 2021. Site.

4th Workshop on Coated Tools & Multifunctional Thin Films. Campinas, SP (Brasil). 20 a 23 de julho de 2021. Site.

VIRTUAL. XIX B-MRS Meeting (Encontro da SBPMat) + IUMRS ICEM (International Conference on Electronic Materials). Online. 30 de agosto a 3 de setembro de 2021. Site.

– 7th Meeting on Self Assembly Structures in Solution and at Interfaces. Bento Gonçalves, RS (Brasil). 3 a 5 de novembro de 2021. Site.

Siga-nos nas redes sociais

Você pode divulgar novidades, oportunidades, eventos ou dicas de leitura da área de Materiais, e sugerir papers, pessoas e temas para as seções do boletim. Escreva para comunicacao@sbpmat.org.br.
 

 

 

Artigo em destaque: Eletrodos mais baratos e eficientes para células solares orgânicas.


Célula solar orgânica produzida com o material estudado neste trabalho (GO:PEDOT:PSS).
Célula solar orgânica produzida com o material estudado neste trabalho (GO:PEDOT:PSS).

São leves, finas e flexíveis. Podem ser fabricadas em escala industrial usando processos simples e de baixo custo. As células solares orgânicas têm várias vantagens e apelos, mas ainda oferecem vários desafios aos pesquisadores, principalmente na área de materiais. Esses dispositivos que transformam luz solar em eletricidade devem seu nome ao uso de materiais orgânicos (polímeros ou moléculas baseadas em carbono) na camada ativa, que é a responsável pela absorção de luz. Mas as outras camadas do “sanduíche” que constitui uma célula solar orgânica também são muito importantes, principalmente os eletrodos, responsáveis por coletar as cargas elétricas geradas pela ação da luz.

No Brasil, três grupos de pesquisadores uniram suas competências e desenvolveram uma pesquisa colaborativa que trouxe uma importante contribuição ao desenvolvimento de materiais para eletrodos de células solares orgânicas. Recentemente publicado, o trabalho foi coordenado pela cientista Maria Luiza M. Rocco, professora do Instituto de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Células solares orgânicas precisam de eletrodos que, além de serem bons condutores das cargas elétricas, sejam transparentes para permitir a passagem de luz até a camada ativa, como se fossem janelas. Infelizmente, são poucos os materiais que reúnem boa condutividade e transparência. Um deles é o óxido de estanho e índio (conhecido pela sigla ITO). Depositado em forma de filme fino sobre um substrato de vidro, o ITO constitui, até o momento, o eletrodo mais utilizado em células solares orgânicas, além de ser amplamente usado em telas de eletrônicos e outros dispositivos que estão no mercado. “Em médio prazo, esse eletrodo padrão precisará ser substituído, e muitos são os esforços dos cientistas para substituí-lo com eficácia”, comenta a professora Maria Luiza. De fato, o processo de produção dos filmes de ITO é caro, e o índio é um material escasso na crosta terrestre. Além disso, esses eletrodos não são totalmente flexíveis.

Representação simplificada das camadas que compõem uma célula solar orgânica com o eletrodo estudado pela equipe brasileira.
Camadas de uma célula solar orgânica com o eletrodo estudado pela equipe brasileira.

Até o momento, a principal alternativa ao ITO é o PEDOT:PSS, mistura de polímeros que permite fabricar filmes condutores e transparentes. Ao combinar esse material com óxido de grafeno (GO), é possível obter um material compósito com condutividade superior à do polímero puro. E a condutividade pode aumentar ainda mais por meio de tratamentos realizados no material. Além disso, os filmes de GO:PEDOT:PSS se adaptam a um sistema muito adequado para a produção de células solares orgânicas em escala industrial, o rolo-a-rolo. Nesse sistema, as diversas camadas são impressas ou depositadas sobre um substrato flexível (por exemplo, de plástico). O substrato fica enrolado no início da linha de produção, vai desenrolando para receber as camadas e forma um novo rolo no final, com o material quase pronto para ser usado como painel solar.

Análise detalhada

Soluções à base de água usadas para preparar os filmes com diferentes concentrações de PEDOT.
Soluções à base de água usadas para preparar os filmes com diferentes concentrações de PEDOT.

No trabalho coordenado pela professora Maria Luiza, a equipe realizou um estudo sistemático de diferentes filmes, usando técnicas espectroscópicas. Foram analisadas amostras de PEDOT:PSS puro e de óxido de grafeno com diferentes proporções de PEDOT:PSS (1, 5 e 10%). Além disso, amostras de cada um desses grupos foram resfriadas a -196°C (temperatura de nitrogênio líquido) até atingir o equilíbrio térmico e depois devolvidas à temperatura ambiente.

O objetivo foi compreender a relação entre a estrutura e propriedades de cada um dos filmes, e avaliar qual das combinações permitiria uma maior mobilidade dos elétrons e, portanto, um melhor desempenho do material como eletrodo de células solares orgânicas.

Inicialmente, o óxido de grafeno foi sintetizado pelo Grupo de Química de Materiais da Universidade Federal do Paraná (UFPR), liderado pelo professor Aldo J. G. Zarbin. Em seguida, membros do Laboratório de Dispositivos Nanoestruturados, também da UFPR, desenvolveram as misturas, prepararam os filmes e estudaram as propriedades ópticas, elétricas e de tratamento térmico, sob coordenação da professora Lucimara S. Roman. Finalmente, o grupo da professora Maria Luiza M. Rocco, da UFRJ, realizou os estudos espectroscópicos no Laboratório Multiusuário de Espectroscopia de Fotoelétrons da UFRJ e no Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) do CNPEM. O projeto também teve o apoio de representante do CSEM Brasil.

“A possibilidade de utilização da luz síncrotron foi fundamental para a compreensão das propriedades eletrônicas, morfológicas e de transporte desses novos materiais a serem empregados como eletrodos em dispositivos optoeletrônicos”, comenta a professora Maria Luiza. Os estudos espectroscópicos incluíram a análise diferenciada da superfície e do volume (bulk) dos filmes, mostrando características diferentes em cada região das amostras.

A pesquisa demonstrou que as amostras de óxido de grafeno com 5% de PEDOT:PSS resfriadas teriam o melhor desempenho como eletrodos de células solares. “A introdução de um material isolante (GO) em um condutor (PEDOT:PSS) pôde aumentar a condutividade deste último em duas ordens de grandeza”, revela a professora Maria Luiza. Mais barato que o PEDOT, o óxido de grafeno usado nos eletrodos diminuiria o custo dos dispositivos. O tratamento térmico realizado também ajudou a melhorar a condutividade do material, ao organizar as moléculas de um modo que facilita o deslocamento dos elétrons.

O trabalho faz parte da pesquisa de doutorado em Química de Soheila Holakoei, defendido pela UFRJ em 2019, que contou com a orientação da professora Maria Luiza. O estudo recebeu financiamento do LNLS-CNPEM e das agências brasileiras Faperj (Rio de Janeiro), CNPq, CAPES e Finep.

Autores do artigo: Soheila Holakoei, Amanda Garcez Veiga, Cássia Curan Turci, Matheus Felipe Fagundes das Neves, Luana Wouk, João Paulo V. Damasceno, Aldo J. G. Zarbin, Lucimara S. Roman, and Maria Luiza M. Rocco.
Autores do artigo. Acima: Soheila Holakoei, Amanda Garcez Veiga, Cássia Curan Turci e Matheus Felipe Fagundes das Neves. Abaixo: Luana Wouk, João Paulo V. Damasceno, Aldo J. G. Zarbin, Lucimara S. Roman e Maria Luiza M. Rocco.

Referência do artigo: Conformational and Electron Dynamics Changes Induced by Cooling Treatment on GO:PEDOT:PSS Transparent Electrodes. Soheila Holakoei, Amanda Garcez Veiga, Cássia Curan Turci, Matheus Felipe Fagundes das Neves, Luana Wouk, João Paulo V. Damasceno, Aldo J. G. Zarbin, Lucimara S. Roman, and Maria Luiza M. Rocco. The Journal of Physical Chemistry C. 2020 124(49), 26640-26647. DOI: 10.1021/acs.jpcc.0c07827

Contato da autora correspondente do artigo: Maria Luiza M. Rocco – luiza@iq.ufrj.br.


 

Sócio da SBPMat é editor de nova revista científica de Materiais.


Gustavo

O professor Gustavo M. Dalpian (UFABC) foi nomeado editor da nova revista científica “Discover Materials” (Springer). Sócio da SBPMat, Dalpian é coordenador do XIX B-MRS Meeting + IUMRS ICEM 2021, que será realizado em 2021.

A revista “Discover Materials“, de acesso aberto (open access), foi lançada em 2020 pelo grupo editorial Springer Nature, e abrange todos os temas relacionados à pesquisa em materiais, desde os fundamentos até as aplicações. Dalpian faz parte do corpo de editores associados da revista, junto a outros três cientistas da Ásia e Europa.

Boletim da SBPMat. 100ª edição. Especial final de ano.


 

 

logo header 400

Boletim da
Sociedade Brasileira
de Pesquisa em Materiais

Edição nº 100. 22 de dezembro de 2020.

boas festas sbpmat

Mensagem de Final de Ano da SBPMat

O ano de 2020 ficará sem dúvida marcado com tristeza em nossas vidas pela pandemia de Covid-19, que alterou violentamente nosso cotidiano, impôs perdas trágicas para muitos de nós e deu maior espaço a políticas negacionistas, reforçando a sensação de “nonsense” que vivenciamos na sociedade atual.

Porém, ao mesmo tempo, foi em 2020 que a Ciência se mostrou mais uma vez um porto seguro, apontando alternativas e estratégias de combate a esta terrível doença, ao mesmo tempo que, em tempo recorde, decodificava o genoma do vírus e fabricava vacinas com alta eficácia. Os pesquisadores brasileiros fizeram parte ativa da construção desta cadeia de conhecimento, enquanto lutavam, de forma resiliente, contra ameaças à estrutura de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) do país. A comunidade de materiais não poderia se abster em momento tão crítico e, por isso, rapidamente, adaptou pesquisas em biossensores, nanopartículas carreadoras de fármacos, materiais com propriedades virucidas etc. para o combate ao SARS-CoV-2.

Em 2020 a SBPMat também teve que se reinventar. Com o adiamento de seu encontro anual devido à crise sanitária, a plataforma virtual foi nossa forma de comunicação. E a comunidade respondeu! Com presença marcante nos webinários e eventos online, e participando das ações de conscientização para manter a infraestrutura de CT&I do país aliada ao nosso recurso mais precioso para o futuro, os jovens doutores e estudantes de graduação e pós-graduação. A garra e motivação que os estudantes em nossos University Chapters exibem em suas atividades nos traz a certeza que há uma luz no final do túnel para o Brasil.

E que venha 2021! Estaremos a postos, munidos dos poderosos recursos da Ciência, para construir um ano melhor, com mais saúde e condições de vida dignas para os cidadãos brasileiros.

Um excelente final de ano a todos – na medida do possível e observando todos os cuidados necessários. 🙂

Diretoria da SBPMat

Ações da SBPMat

– SBPMat se une à SBPC e à ONG Ação da Cidadania para apoiar a campanha “Natal Sem Fome”, e convida a comunidade a participar. Saiba como doar.

– SBPMat, junto a mais de 60 entidades, subscreveu a carta aberta ao governador de Minas Gerais defendendo a execução da totalidade dos recursos destinados à FAPEMIG em 2021 (1% das receitas líquidas correntes do Estado). Saiba mais.

Novidades de Sócios SBPMat

– Prof. Osvaldo Novais de Oliveira Junior (IFSC-USP), ex-presidente da SBPMat, foi eleito vice-presidente da União Internacional de Sociedades de Pesquisa em Materiais (IUMRS). Saiba mais. O sócio também foi eleito membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC). Saiba mais.

– Profa. Andrea S. S. de Camargo (IFSC-USP), sócia e diretora científica da SBPMat, foi nomeada editora do Journal of Materials Science (Springer). Saiba mais.

– Profa. Ana Flávia Nogueira (UNICAMP), sócia da SBPMat, assumiu o cargo de diretora geral do Centro de Inovação em Novas Energias (CINE). Saiba mais.

Comunidade

– Homenagem à Profa. Reiko Sato Turtelli (UNICAMP), falecida em 14 de dezembro, em texto do Prof. Marcelo Knobel (Reitor da UNICAMP), sócio da SBPMat, e do pesquisador João Paulo Sinnecker (CBPF). Veja aqui.

Dicas de Leitura

– Cientistas conseguem melhorar o desempenho de baterias baseadas em magnésio (alternativa às de lítio) ao desenvolver material para o cátodo e nova solução para o eletrólito (Nature Energy). Saiba mais.

– Pesquisadores do CNPEM desenvolvem espuma de nanocelulose e látex de borracha natural que pode ser usada para retirar óleo e solventes de águas contaminadas (capa da ACS Applied Nano Materials). Saiba mais.

Cientistas do Brasil conseguem vencer a tendência dos átomos de ouro a se aglomerarem e produzem material bidimensional com átomos de ouro na superfície, separados entre si. Novidade abre possibilidades em eletrônica e muitas outras áreas (Science Advances). Saiba mais.

Oportunidades

– Pós-doutorado com bolsa FAPESP em estruturas de domínios em materiais ferroicos na UFSCar. Saiba mais.

– Pós-doutorado com bolsa FAPESP em materiais ferroicos para conversão de energia e piezofotônica na UFSCar. Saiba mais.

Agenda de eventos presenciais e online

ONLINE. II Fronteiras em Eletroquímica e Eletroanalítica: avanços realizados por jovens mulheres cientistas. 11 e 12 de fevereiro de 2021. Site.

4th International Conference on Applied Surface Science. Barcelona (Espanha). 28 de junho a 1 de julho de 2021. Site.

4th Workshop on Coated Tools & Multifunctional Thin Films. Campinas, SP (Brasil). 20 a 23 de julho de 2021. Site.

XIX B-MRS Meeting + IUMRS ICEM (International Conference on Electronic Materials). Foz do Iguaçu, PR (Brasil). 29 de agosto a 2 de setembro de 2021. Site.

– 7th Meeting on Self Assembly Structures in Solution and at Interfaces. Bento Gonçalves, RS (Brasil). 3 a 5 de novembro de 2021. Site.

Siga-nos nas redes sociais

Você pode divulgar novidades, oportunidades, eventos ou dicas de leitura da área de Materiais, e sugerir papers, pessoas e temas para as seções do boletim. Escreva para comunicacao@sbpmat.org.br.
 

 

 

Mensagem de Final de Ano da SBPMat.


O ano de 2020 ficará sem dúvida marcado com tristeza em nossas vidas pela pandemia de Covid-19, que alterou violentamente nosso cotidiano, impôs perdas trágicas para muitos de nós e deu maior espaço a políticas negacionistas, reforçando a sensação de “nonsense” que vivenciamos na sociedade atual.

Porém, ao mesmo tempo, foi em 2020 que a Ciência se mostrou mais uma vez um porto seguro, apontando alternativas e estratégias de combate a esta terrível doença, ao mesmo tempo que, em tempo recorde, decodificava o genoma do vírus e fabricava vacinas com alta eficácia. Os pesquisadores brasileiros fizeram parte ativa da construção desta cadeia de conhecimento, enquanto lutavam, de forma resiliente, contra ameaças à estrutura de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) do país. A comunidade de materiais não poderia se abster em momento tão crítico e por isso, rapidamente, adaptou pesquisas em biossensores, nanopartículas carreadoras de fármacos, materiais com propriedades virucidas etc. para o combate ao SARS-CoV-2.

Em 2020 a SBPMat também teve que se reinventar. Com o adiamento de seu encontro anual devido à crise sanitária, a plataforma virtual foi nossa forma de comunicação. E a comunidade respondeu! Com presença marcante nos webinários, nos eventos online, e participando das ações de conscientização para manter a infraestrutura de CT&I do país aliada ao nosso recurso mais precioso para o futuro, os jovens doutores e estudantes de graduação e pós-graduação. A garra e motivação que os estudantes em nossos University Chapters exibem em suas atividades, nos traz a certeza que há uma luz no final do túnel para o Brasil.

E que venha 2021! Estaremos a postos, munidos dos poderosos recursos da Ciência, para construir um ano melhor, com mais saúde e condições de vida dignas para os cidadãos brasileiros.

Um excelente final de ano a todos – na medida do possível e observando todos os cuidados necessários 🙂 .

Diretoria da SBPMat

Sócio da SBPMat eleito vice-presidente da IUMRS.


chuO professor Osvaldo Novais de Oliveira Junior (IFSC-USP), sócio da SBPMat, foi eleito primeiro vice-presidente (First Vice President) da International Union of Materials Research Societies (IUMRS).

O cientista brasileiro foi escolhido para a posição por unanimidade, em votação realizada neste mês de dezembro, envolvendo sociedades de pesquisa em materiais do mundo que participam da IUMRS.

Ele ocupará o cargo de primeiro vice-presidente por dois anos, ao longo de 2021 e 2022. Ao final do mandato, o professor, que foi presidente da SBPMat de 2016 a 2020, passará a ocupar, automaticamente, a presidência da IUMRS.

Sócia da SBPMat assume diretoria de centro de pesquisa e inovação.


ana flavia

A professora Ana Flávia Nogueira (UNICAMP), sócia da SBPMat, assumiu neste mês de dezembro o cargo de diretora geral do Centro de Inovação em Novas Energias (CINE).

Constituído em 2018 pela FAPESP  e a empresa Shell, o CINE reúne grupos de pesquisa da UNICAMP, IPEN e USP e seus colaboradores para desenvolver pesquisa na fronteira do conhecimento e transferir tecnologia à indústria na área de novas energias.

Mais informações: http://cine.org.br/cine-anuncia-a-sua-nova-diretora.