Boletim da SBPMat – 56ª edição.


 

Saudações !

Edição nº 56 – 28 de abril de 2017

XVI Encontro da SBPMat/ XVI B-MRS Meeting

Submissão de resumos: ÚLTIMOS DIAS. Está aberta no site do evento, até 5 de maio, a submissão de trabalhos para apresentação oral ou em forma de pôster. Veja instruções para autores, aqui.

Auxílio Fapesp. Veja as regras da solicitação de auxílio coletivo para pesquisadores ligados a instituições do estado de São Paulo, aqui.

Simpósios. Veja a lista dos 23 simpósios aprovados, dentro dos quais os resumos são submetidos, aqui

Prêmio Bernhard Gross. Trabalhos submetidos por autores que são estudantes de graduação ou pós-graduação podem ser candidatos ao prêmio da SBPMat. Para participar da seleção, o autor deve submeter, até 14 de agosto, um resumo estendido adicional ao resumo convencional. Mais informações, nas instruções para autores, aqui

Organização. Conheça o comitê organizador, aqui

Expositores. Veja no site do evento as 18 empresas que já confirmaram participação. Empresas interessadas em participar do evento com estandes e outras formas de divulgação devem entrar em contato com Alexandre, no e-mail comercial@sbpmat.org.br.

Artigo em destaque

Um catalisador feito com materiais abundantes e sem metais torna eficiente a produção de eletricidade por meio de células a combustível de hidrazina. A pesquisa foi reportada por uma equipe científica internacional que inclui pesquisadores da UEM no Journal of Materials Chemistry A
 Veja nossa matéria de divulgação.

Gente da comunidade

Entrevistamos Angelo Fernando Padilha, professor da Escola Politécnica da USP.  Graduado na primeira turma de Engenharia de Materiais da América Latina (UFSCar), Padilha prosseguiu sua formação de pesquisador entre o Brasil e a Alemanha. Desde a década de 1970, trabalha com pesquisa, desenvolvimento e inovação em materiais para reatores nucleares e em materiais metálicos. Recentemente, presidiu a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN). É autor de livros didáticos da área de Materiais bastante conhecidos no país. Na entrevista, Padilha, que faz parte do grupo de fundadores da SBPMat, falou sobre sua trajetória profissional e sobre os desafios do segmento nuclear para a área de Materiais, além de deixar uma mensagem para os leitores que estão iniciando suas carreiras científicas. Veja a entrevista.

Victor C. Pandolfelli (DEMa-UFSCar) recebe pela terceira vez prêmio da ACerS (Estados Unidos) ao melhor paper sobre cerâmicas refratárias. Saiba mais.
Marcelo Knobel (IFGW-Unicamp) tomou posse como reitor da Unicamp. Saiba mais.

Dicas de leitura

  • Novo método de nanofabricação baseado em materiais auto-organizados tem potencial para produção industrial de fios de menos de 10 nm de largura (baseado em paper da Nature Nanotechnology). Aqui.
  • Transístor de pontos quânticos desenvolvido com participação brasileira faz operações complexas (enxerga, conta, lembra) prescindindo de memória complementar (baseado em paper da Nano Letters). Aqui.
  • Método de fabricação permite controle preciso da morfologia e composição de objetos unidimensionais (baseado em paper da 
    Small). Aqui.
  • Vídeo de cientistas mostra uma população real de nanotubos de carbono crescendo e se organizando. Aqui.
  • Matéria no MRS Bulletin (EUA) sobre cortes no orçamento de CTI no Brasil, com depoimentos de presidente e sócios da SBPMat. Aqui.

Oportunidades

  • Chamada de projetos multinacionais de P&D em Materiais FAPESP – M-ERA NET. Aqui.
  • Feira virtual sobre oportunidades de pesquisa na Alemanha. Aqui.

Próximos eventos da área

  • 9th International Conference on Materials for Advanced Technologies. Suntec (Cingapura). 18 a 23 de junho de 2017. Site. 
  • 1ª Escola Brasileira de Síncrotron (EBS). Campinas, SP (Brasil). 10 a 21 de julho de 2017. Site.
  • XI Brazilian Symposium on Glass and Related Materials (XI Brazglass). Curitiba, PR (Brasil). 13 a 16 de julho de 2017. Site.
  • VIII Método Rietveld de Refinamento de Estrutura. Fortaleza, CE (Brasil). 24 a 28 de julho de 2017. Site.
  • XXXVIII Congresso Brasileiro de Aplicações de Vácuo na Indústria e na Ciência (CBRAVIC) + III Workshop de Tratamento e Modificação de Superfícies (WTMS). São José dos Campos, SP (Brasil). 21 a 25 de agosto de 2017. Site.
  • IUMRS-ICAM 2017. Kyoto (Japão). 27 de agosto a 1º de setembro de 2017. Site.
  • 18 International Conference on Luminescence. João Pessoa, PB (Brasil). 27 de agosto a 1º de setembro de 2017. Site.
  • XVI Encontro da SBPMat/ XVI B-MRS Meeting. Gramado, RS (Brasil). 10 a 14 de setembro de 2017. Site.
  • 18th International Conference on Internal Friction and Mechanical Spectroscopy (ICIFMS-18). Foz do Iguaçu, PR (Brasil). 12 a 15 de setembro de 2017. Site.
  • 2ª Conferência Nacional em Materiais Celulares (MatCel’2017) + Conferência Internacional em Dinâmica de Materiais Celulares (DynMatCel’2017). Aveiro (Portugal). 25 a 27 de setembro de 2017. Site.
  • 1st Pan American Congress of Nanotechnology. Fundamentals and Applications to Shape the Future. Guarujá, SP (Brasil). 27 a 30 de novembro de 2017. Site.

   
Você pode divulgar novidades, oportunidades, eventos ou dicas de leitura da área de Materiais, e sugerir papers, pessoas e temas para as seções do boletim. Escreva para comunicacao@sbpmat.org.br.

Caso não esteja visualizando corretamente esta mensagem, acesse este link

Descadastre-se caso não queira receber mais e-mails

 

 

Boletim da SBPMat – edição 35.


 

Saudações %primeiro_nome%!

Edição nº 35 – 7 de agosto de 2015 

Notícias da SBPMat: XIV Encontro - Rio de Janeiro, 27/09 a 01/10 de 2015 

Cerca de 1.000 pessoas já se inscreveram no XIV Encontro da SBPMat. 

Inscrições: O período de inscrições com desconto foi prorrogado até 31 de agosto. Veja os novos valores especiais para estudantes de graduação e pós e faça sua inscrição. Aqui.

Programa: Está no site o programa preliminar do evento. Aqui.

Publicação de trabalhos: Trabalhos apresentados no encontro poderão ser submetidos a avaliação por pares para publicação em periódicos científicos do Institute of Physics (IOP). Os trabalhos do XIV Encontro da SBPMat aceitos para publicação em algum dos 5 periódicos propostos serão destacados numa coleção online dedicada ao evento. As submissões estão abertas até 15 de outubro. Saiba mais.

Prêmio Bernhard Gross: Os autores que são estudantes podem submeter, até 21 de agosto, resumos estendidos de seus trabalhos para participar do prêmio ao melhor oral e melhor pôster de cada simpósio. Mais informações nas instruções para autores.

Prêmio da IUMRS: Neste ano, a IUMRS (International Union of Materials Research Societies) premiará os 3 melhores pôsteres do conjunto dos trabalhos agraciados com o Prêmio Bernhard Gross.

Prêmio Horiba: Será outorgado ao melhor oral e melhor pôster de todo o evento.

Prêmio da E-MRS: Será entregue ao melhor oral e aos 2 melhores pôsteres do simpósio C. Saiba mais.

Hospedagem: Está disponível uma lista de hotéis com condições especiais para participantes do XIV Encontro da SBPMat. Aqui.

Patrocinadores e expositores: 28 empresas já reservaram seu lugar no XIV Encontro da SBPMat. Contato para expositores e demais patrocinadores: rose@metallum.com.br.

Veja o site do evento.

XIV Encontro: 2.325 trabalhos aceitos para apresentação
Dos 2.444 resumos submetidos aos 27 simpósios e 2 workshops do XIV Encontro da SBPMat, 2.325 foram aceitos para apresentação. Trata-se do maior número na história dos encontros da sociedade. Alguns simpósios contam com mais de 250 trabalhos aceitos. Entre os aceitos, os trabalhos submetidos por estudantes de graduação ou pós podem se candidatar ao Prêmio Bernhard Gross. Saiba mais.
XIV Encontro: entrevistas com palestrantes de plenárias

A eletrônica orgânica aplicada ao estudo do cérebro e ao diagnóstico e tratamento de doenças neurológicas será abordada em uma das palestras plenárias do encontro da SBPMat, a cargo do professor George Malliaras, diretor do departamento de Bioeletrônica da  École Nationale Supérieure des Mines de Saint-Étienne (França). Dispositivos baseados em materiais orgânicos usados para gravar e estimular a atividade cerebral são exemplos dessas aplicações. Em entrevista a nosso boletim, Malliaras falou sobre a importância da colaboração interdisciplinar para gerar pesquisa com impacto social na sua área de pesquisa. O cientista também citou algumas de suas principais contribuições na eletrônica orgânica e na bioletrônica orgânica.  Veja a entrevista.

Artigo em destaque 

Uma equipe de cientistas da UniVap (Brasil) coordenou uma pesquisa em que foi fabricado um biomaterial compósito com potencial para ser usado na área de saúde, na regeneração de tecido ósseo. O material agrega as propriedades mecânicas dos nanotubos de carbono às propriedades biológicas da hidroxiapatita.  Ao observar o comportamento do compósito em fluído corporal simulado, os cientistas puderam avançar na compreensão de como ocorre o processo de biomineralização – uma das fases da geração de tecido ósseo. O trabalho, que envolveu a colaboração de pesquisadores do INPE (Brasil) e de instituições de Israel e Reino Unido, foi recentemente publicado na Nanoscale. Veja nossa matéria de divulgação.

Gente da nossa comunidade 

Entrevistamos Marcelo Knobel, professor da Unicamp que acaba de assumir o cargo de diretor do Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano). Físico por formação, Knobel vem pesquisando, desde a iniciação científica, propriedades magnéticas de materiais – área na qual participou de pesquisas pioneiras sobre magnetorressistência e magnetoimpedância gigantes em determinados materiais. Além de ser autor de uns 300 papers com mais de 6.300 citações, ele tem uma importante atuação na área de divulgação científica, contando com realizações como a exposição NanoAventura, uma coleção de livros, artigos na mídia etc. Na entrevista, Marcelo Knobel fala sobre a importância da divulgação científica e sobre sua carreira de cientista de materiais e deixa uma mensagem para os leitores em início de carreira, sugerindo a paixão como guia, acompanhada de sólida formação técnica, habilidades pessoais e cultura geral. Veja nossa entrevista com o cientista.

Dicas de leitura
Divulgação científica internacional.

  • Fibras condutoras, de borracha e nanotubos de carbono, esticam 1.000% e podem ser usadas em eletrônicos, sensores e músculos (divulgação de paper da Science com participação de cientistas do Brasil). Aqui.
  • Usando laser de pulsos ultracurtos, cientistas do Brasil geram fase tipo diamante a partir de grafite policristalino (divulgação de paper da Scientific Reports com participação de cientistas do Brasil). Aqui.
  • Cientistas conseguem formular um material ideal para produzir hidrogel biocompatível e resistente em impressoras 3D (divulgação de paper da Advanced Materials). Aqui.

Notícias dos INCTs e CePIDs.

  • Grafeno piezoelétrico e grafeno sob altíssima temperatura rendem artigos em revistas do grupo Nature a pesquisadores do NAMITEC (INCT). Aqui.
  • Livro lançado pelo CDMF (CEPID) reúne mais de 200 imagens de microscopia eletrônica de varredura escolhidas e coloridas com olhar estético. Aqui.
Oportunidades
  • Concurso para professor na Universidade de São Paulo (USP), em Física da Matéria Condensada (pesquisa experimental ou teórica). Aqui.
  • Concurso para professor da Universidade Estadual de Londrina (UEL), em Física da Matéria Condensada/ propriedades ópticas de semicondutores. Aqui.
  • Oportunidade de doutorado – sanduíche nos Estados Unidos e pós-doc no Brasil em dispositivos fotônicos para biossensores. Aqui.
Próximos eventos da área
  • III Escola de Química da UFRGS. Porto Alegre, RS (Brasil). 10 a 12 de agosto de 2015. Site.
  • Palestra: Impactos das novas Tecnologias – Nanopartículas – Riscos Emergentes – O caso da Nanotecnologia. Rio de Janeiro, RJ (Brasil). 13 de agosto de 2015. Folder.
  • Primeira Conferência de Materiais Celulares (MATCEL 2015). Aveiro (Portugal). 7 e 8 de setembro de 2015. Site.
  • XXII Reunião da Associação Brasileira de Cristalografia (ABCr) e I Reunião da Latin America Crystallographic Association (LACA). São Paulo e Campinas, SP (Brasil). 9 a 11 de setembro de 2015. Site.
  • 2015 IUCr High-Pressure Workshop. Campinas, SP (Brasil). 12 a 15 de setembro de 2015. Site.
  • Workshop em Ciências dos Materiais. São Carlos, SP (Brasil). 21 a 25 de setembro de 2015. Site.
  • XIV Encontro da SBPMat. Rio de Janeiro, RJ (Brasil). 27 de setembro a 1º de outubro de 2015. Site.
  • 8th International Summit on Organic and Hybrid Solar Cells Stability (ISOS-8). Rio de Janeiro, RJ (Brasil). 29 de setembro a 1º de outubro. Site.
  • 13th International Conference on Plasma Based Ion Implantation & Deposition (PBII&D 2015). Buenos Aires (Argentina). 5 a 9 de outubro de 2015. Site.
  • Nanomercosur 2015. Buenos Aires (Argentina). 6 a 8 de outubro de 2015. Site.
  • 4th EPNOE International Polysaccharide Conference. Varsóvia (Polônia). 18 a 22 de outubro de 2015. Site.
  • 10th Ibero-American Workshop on Complex Fluids 2015. Florianópolis, SC (Brasil). 25 a 29 de outubro de 2015. Site.
  • 14th International Union of Materials Research Societies – International Conference on Advanced Materials (IUMRS-ICAM 2015). Jeju (Coreia). 25 a 29 de outubro de 2015. Site.
  • III Método Rietveld de Refinamento de Estrutura. Belém, PA (Brasil). 26 a 30 de outubro de 2015. Aqui.
  • 16th International Feofilov Symposium on spectroscopy of crystals doped with rare earth and transition metal ions. São Petersburgo (Rússia). 9 a 13 de novembro de 2015. Site.
  • 6th Transmission Electron Microscopy (TEM) Summer School. Campinas, SP (Brasil). 11 a 29 de janeiro de 2016. Aqui.
  • 43rd International Conference on Metallurgical Coatings and Thin Films (ICMCTF). San Diego (EUA). 25 a 29 de abril de 2016. Site.
      
Você pode divulgar novidades, oportunidades, eventos ou dicas de leitura da área de Materiais, e sugerir papers, pessoas e temas para as seções do boletim. Escreva para comunicacao@sbpmat.org.br.
Descadastre-se caso não queira receber mais e-mails.

Caso não esteja visualizando corretamente esta mensagem, acesse este link

Gente da nossa comunidade: entrevista com o cientista Marcelo Knobel.


Marcelo Knobel. Créditos: Antonio Scarpinetti – Ascom – Unicamp.

Pesquisa científica, materiais magnéticos, divulgação científica e ensino superior seriam, talvez, as expressões maiores numa nuvem de tags que representasse o professor Marcelo Knobel.

Nascido em Buenos Aires (Argentina) em 1968, Marcelo Knobel veio morar no Brasil, mais precisamente em Campinas (SP), aos 8 anos de idade, acompanhando os pais dele, a psicóloga Clara Freud de Knobel e o psiquiatra Maurício Knobel. A família estava escapando do golpe de estado que acabara de instaurar no poder, na Argentina, uma ditadura militar que demitira Maurício da Universidade de Buenos Aires (UBA). No Brasil, que também estava governado por uma ditadura militar, Maurício tinha sido contratado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Dez anos depois da chegada a Campinas, Marcelo Knobel ingressou na Unicamp para fazer a graduação em Física. Em paralelo aos estudos, começou a trabalhar com propriedades magnéticas de materiais como bolsista de iniciação científica. Finalizado o bacharelado, Knobel permaneceu na Unicamp para realizar o doutorado na mesma área, obtendo o diploma de doutor em Física ao defender sua tese sobre magnetismo e estrutura de materiais nanocristalinos em 1992. Na sequência, partiu para a Europa, onde realizou dois estágios de pós-doutorado; um deles no Istituto Elettrotecnico Nazionale Galileo Ferraris, da Itália, e o outro no Instituto de Magnetismo Aplicado, na Espanha.

De volta ao Brasil e à Unicamp, em 1995, Marcelo Knobel começou sua carreira de professor e pesquisador do Instituto de Física Gleb Wataghin (IFGW). De 1999 a 2009 foi coordenador do Laboratório de Materiais e Baixas Temperaturas, onde atua como pesquisador até o presente, sempre investigando magnetismo e materiais magnéticos. Junto a seus colaboradores do laboratório, Knobel realizou trabalhos pioneiros no estudo da magnetorresistência e magnetoimpedância gigante em determinados materiais – dois conceitos diferentes que se referem à oposição que um material oferece à passagem da eletricidade em consequência da aplicação de um campo magnético externo. Em 2008, Knobel tornou-se professor titular do Departamento de Física da Matéria Condensada do IFGW.

Na área de divulgação científica, Marcelo Knobel começou no ano 2000 a colaborar com as atividades de ensino e pesquisa do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (LABJOR), da Unicamp. Além disso, Knobel foi um dos criadores da NanoAventura, uma exposição interativa e itinerante sobre nanotecnologia que foi lançada em 2005 e foi visitada por mais de 50 mil pessoas, principalmente crianças, até o presente. A NanoAventura recebeu menções honrosas no Festival de Cine e Vídeo Científico do Mercosul (2006) e no Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia (2015), além de um prêmio, em 2009, da Rede de Popularização da Ciência e da Tecnologia na América Latina e no Caribe (RedPOP). De 2006 a 2008, Knobel foi o primeiro diretor do Museu Exploratório de Ciências, ligado à Unicamp. Em 2008, tornou-se editor-chefe da revista Ciência & Cultura da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), posição que ocupa até o presente. No campo editorial, Knobel coordena uma coleção de livros de divulgação científica da Editora Unicamp, chamada Meio de Cultura, lançada em 2008.

Em 2007 Marcelo Knobel recebeu o Young Scientist Prize da TWAS-ROLAC (escritório da América Latina e Caribe da academia mundial para o avanço da ciência em países em desenvolvimento), destinado a jovens cientistas da região. No mesmo ano, foi selecionado, junto a cerca de 50 pessoas de diferentes áreas de atuação e diversos países do mundo, para participar do programa Eisenhower Fellowships, que visa a reforçar o potencial de liderança de seus fellows. O grupo viajou pelos Estados Unidos durante 7 semanas cumprindo com uma agenda de reuniões e seminários. Em 2009, foi escolhido fellow da John Simon Guggenheim Memorial Foundation, recebendo recursos dessa fundação para o desenvolvimento de pesquisa.

De 2009 a 2013, foi pró-reitor de Graduação da Unicamp. Nesse cargo, foi responsável pela implantação do Programa Interdisciplinar de Educação Superior (ProFIS). O ProFIS é um curso de nível superior de 4 semestres que proporciona uma formação geral, multidisciplinar e crítica, e possibilita a seus egressos (ex-alunos de escolas públicas selecionados por suas boas notas no ENEM) que ingressem em cursos de graduação da Unicamp sem passar pelo vestibular. O programa foi distinguido em 2013 com o Prêmio Péter Murányi – Educação, destinado a ações que aumentem o bem-estar de populações do hemisfério sul.

Em 2010, com 42 anos de idade, Knobel foi laureado Comendador da Ordem do Mérito Científico pela Presidência da República.

Bolsista de produtividade 1A do CNPq, Marcelo Knobel publicou cerca de 300 artigos científicos em revistas internacionais com revisão por pares e 15 capítulos de livros sobre materiais e propriedades magnéticas, popularização da ciência, percepção pública da ciência e ensino superior. Também é autor de artigos sobre ciência e educação publicados em diversas mídias. Conta com 6.370 citações, segundo o Google Scholar.

Marcelo Knobel acaba de assumir, no dia 3 de agosto, o cargo de diretor do Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano), do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM).

Segue uma breve entrevista com o cientista.

Boletim da SBPMat: – Conte-nos o que o levou a se tornar um pesquisador e a trabalhar na área de Materiais.

Marcelo Knobel: – Escolhi a área de Física pela curiosidade, sem saber direito o que isso significava. Mas já no primeiro semestre percebi que era aquilo mesmo que eu queria para a minha vida, tentando entender a natureza. Logo no início da graduação tive aula de laboratório com a professora Reiko Sato, que posteriormente me convidou para fazer iniciação científica em seu laboratório. Ela trabalhava com propriedades magnéticas de metais amorfos, e foi o tema de início de minha pesquisa. Depois, fiz o doutorado direto com ela também, já trabalhando com nanocristais, e posteriormente segui o pós-doutoramento na mesma área.

Boletim da SBPMat: – Quais são, na sua própria avaliação, as suas principais contribuições à área de Materiais?

Marcelo Knobel: – Venho atuando em sistemas magnéticos nanoscópicos, investigando principalmente as interações dipolares em nanossistemas magnéticos, utilizando diversas técnicas experimentais, modelos teóricos e simulações computacionais. Esses sistemas, além do interesse em pesquisa básica, possuem diversas aplicações possíveis, principalmente em sistemas de gravação magnética e nanomedicina. O grupo de pesquisa que ajudei a consolidar desenvolve novos materiais nanocristalinos e realiza estudos através do desenvolvimento de novas técnicas magnéticas, estruturais e de transporte. No âmbito dessas pesquisas, fomos pioneiros no estudo da magnetorresistência gigante em sistemas granulares e na investigação da magnetoimpedância gigante em fios e fitas amorfos e nanocristalinos. Mas tenho me dedicado também à divulgação científica, sendo um dos responsáveis pela criação do Museu Exploratório de Ciências da Unicamp.  Fui o coordenador do projeto NanoAventura, que é uma exposição interativa e itinerante sobre nanociência e nanotecnologia para crianças e adolescentes. Atuo ainda em pesquisas na área de percepção pública da ciência, coordeno a série “Meio de Cultura” da Editora da Unicamp e atuo como editor chefe da revista Ciência & Cultura, da SBPC. Fui recentemente Pró-Reitor de Graduação da Unicamp, onde destaco a implantação do Programa Interdisciplinar de Educação Superior (ProFIS). Atualmente, estou iniciando um novo desafio, como Diretor do Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano).

Boletim da SBPMat: –  Você tem uma atuação especialmente forte em divulgação da ciência e da cultura científica. Comente com os nossos leitores estudantes e pesquisadores qual é, para você, a importância de realizar esse tipo de atividade.

Marcelo Knobel: – Eu me tornei um cientista após ler livros e revistas de divulgação, e de visitar museus de ciências. Creio que devemos incentivar as novas gerações a pensar criticamente, a ter curiosidade, a buscar desvendar os mistérios que nos cercam. Para o Brasil é fundamental estimular jovens talentos para a ciência. Sem eles não teremos futuro… Além disso, é nossa obrigação prestar contas com a sociedade, que é quem financia a pesquisa científica nas universidades públicas e nos institutos de pesquisa. É importante mostrar a ciência que é realizada em nosso país, e a importância de seguir investindo, cada vez mais, em ciência e tecnologia.

Boletim da SBPMat: – Se desejar, deixe uma mensagem para os leitores que estão iniciando suas carreiras científicas.

Marcelo Knobel: – Não tenho dúvidas que é a paixão que deve guiar as carreiras de todos, e principalmente dos cientistas. Mas além da paixão, é necessária uma formação sólida, não só no conteúdo específico, mas também em habilidades pessoais, como trabalho em equipe, comunicação (incluindo português e inglês, redação científica) e cultura geral. A atividade científica exige esforço e dedicação, mas é recompensada, penso eu, por uma vida repleta de novos desafios e oportunidades.

EURAXESS science slam Brazil 2015 (concurso de comunicação científica).


Apresente sua pesquisa de maneira criativa, em até 10 minutos.

Concurso em comunicação científica aberto a todos os pesquisadores ativos no Brasil (mestrando em diante). Todas as nacionalidades, todas as áreas.

Inscrições até 15/09.

Final ao vivo em outubro de 2015, no Rio de Janeiro (despesas dos finalistas pagas pela organização).

Prêmio : uma viagem à Europa e visita ao instituto europeu de pesquisa da sua escolha.

Assista ao trailer: http://bit.ly/Science_Slam_2015_Trailer

Inspire-se: http://bit.ly/Science_Slam_2015_get_inspired

Mais informações: http://scienceslambrasil.splashthat.com/