NanoTradeShow reunirá desenvolvedores de nanotecnologia no Brasil para apresentarem soluções em diversos segmentos.


Atualmente o Brasil conta com cerca de 90 empresas que possuem tecnologia nano para os mais diversos mercados, dentre eles o agronegócio, mercado têxtil, alimentício, de plástico e borracha, tintas, petróleo e gás, saúde, cosméticos, embalagens, automotivo, eletrodomésticos e de aeronáutica.

Segundo estimativa da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o mercado mundial de nanotecnologia deve movimentar aproximadamente US$ 3 trilhões até 2018. Visando explorar este cenário otimista, o Brasil receberá de 13 a 15 de outubro a Nano TradeShow, que trará cerca de 70 empresas desenvolvedoras nano para apresentar soluções  inovadoras para os mais diversos mercados.

De acordo com os promotores do evento, a Nano Tradeshow abrangerá um vasto leque de segmentos dentro da nanotecnologia, com e reunirá órgãos governamentais, universidades, institutos, entidades, empresas e laboratórios ligados desde as áreas da biotecnologia até a parte de nano óptica, nano sensores, nano dispositivos, nano partículas, dentre diversas outras.

“Teremos visitantes das mais diferentes indústrias interessados em tornar seu negócio mais competitivo. A ideia é facilitar o acesso das empresas à nanotecnologia e a todas as possibilidades que ela pode oferecer na inovação de produtos e no desenvolvimento econômico das companhias”, explica Viviane Ferreira, diretora da HEWE Eventos.

No mesmo local, em paralelo à feira, também será realizada a Conferência Internacional de Nanotecnologia e Inovação e o Workshop Brasil-Canadá. O evento reunirá CEO’s, presidentes, diretores, gerentes, engenheiros, profissionais das áreas de PD&I, produção, qualidade, químicos, físicos e biólogos de empresas que buscam a capacitação de seus profissionais e mais inovação em seus produtos.

A Nano TradeShow tem o patrocínio da CBMM – Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineiração, SEBRAE, DesenvolveSP e MCTI – Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação.

(Texto baseado em release da Nano TradeShow)

Oportunidade de bolsa de pós-doutorado no Centro de Tecnologia em Nanotubos de Carbono (CTNanotubos).


O Centro de Tecnologia em Nanotubos de Carbono (CTNanotubos) está realizando um processo de seleção para bolsista de pós-Doutorado na área de Caracterização. O foco do CTNanotubos é o desenvolvimento tecnológico – de produtos, processos e serviços – a partir dos naotubos de carbono, material de destacada importância estratégica para a competitividade de múltiplas indústrias. A visão do CTNanotubos é servir como plataforma para a contínua geração de sociedades empresárias, a partir da transferência de tecnologia.

Detalhes sobre o processo:

– Área de atuação: Caracterização
– Regime: Bolsista Pós-Doutorado
– Pré-requisito: Doutorado
– Valor da Bolsa: R$ 4.176,00
– Vigência: 36 meses

As técnicas a serem utilizadas inicialmente são:

– Espectroscopias ópticas (Raman, IR, UV-vis)
– Microscopia eletrônica de varredura (MEV)
– Microscopia de força atômica (AFM)
– Análise termogravimétrica (TGA)
– Difração de raios X

Procuramos por profissionais com doutoramento completo que possuam experiência prévia em pelo menos três das técnicas descritas acima (não necessariamente especialistas). As funções a serem exercidas pelo profissional são:

– Realização de ensaios e análises
– Confecção de relatórios
– Confecção de projetos de pesquisa
– Acompanhamento e atuação em em órgãos relacionados à padronização (ABNT, ISO, VAMAS, NANOREG, outros).
– Atuação junto ao INMETRO para processos de acreditação.

Os interessados devem enviar um email para cancado@fisica.ufmg.br, contendo uma breve carta de apresentação (máximo de duas páginas) e link para o CV Lattes. A data limite para a inscrição é 20/07/2015. Os candidatos pré-selecionados serão convidados para uma entrevista junto à Coordenação do CT-Nanotubos. Previsão de contratação para agosto/2015.