Primeira reunião dos University Chapters da SBPMat: participação, autonomia, crescimento e muitas outras possibilidades para os jovens dos Materiais.



O presidente da SBPMat abriu a primeira reunião do Programa University Chapters.

“Quero que percebam a importância do trabalho de vocês para o desenvolvimento do nosso país”, disse o presidente da SBPMat, professor Roberto Mendonça Faria (IFSC – USP), aos cerca de 30 estudantes de graduação e pós-graduação presentes no Centro de Convenções de João Pessoa para participar da primeira reunião do Programa University Chapters (UCs) da SBPMat. Realizada na tarde de 29 de setembro de 2014, a reunião contou com representantes dos UCs já criados e interessados em formar parte do programa.

O programa UCs tem por objetivo principal congregar estudantes que atuam na área de Materiais em equipes organizadas e formalmente vinculadas à SBPMat, e auxiliar esses grupos, inclusive financeiramente, a realizar atividades complementares a sua formação acadêmica.  Lançado no início de 2014, o programa já começou a desenhar o mapa que pretende conectar grupos das diversas e distantes regiões do Brasil – o 5º maior país do mundo, vale lembrar. Até o momento do evento, quatro chapters tinham sido criados nos estados de Minas Gerais, Piauí e São Paulo.

Encarregado de abrir a reunião, o professor Faria destacou que o Brasil é um país muito rico em matéria-prima, mas que não consegue agregar muito conhecimento em cima dela. “Porém, é esse valor econômico, social e intelectual que eleva o padrão de vida da sociedade”, frisou, lembrando ainda o grande impacto que a área de Materiais, em particular, pode ter no desenvolvimento de uma nação. Para finalizar, o presidente da SBPMat afirmou que, atuando nos university chapters, os jovens se sentirão mais ativos e participativos, não apenas na SBPMat, mas na sociedade brasileira em geral.

Rodrigo Bianchi, responsável pelo programa, coordenou a reunião.

Em seguida, o professor Rodrigo Bianchi (UFOP), diretor científico da SBPMat encarregado do Programa UCs, deu alguns exemplos de atividades que poderiam ser realizadas pelos chapters: um curso de escrita científica para estudantes de Materiais, uma palestra de um cientista de renome internacional numa universidade brasileira, um programa de estágios junto a uma empresa, visitas a outras unidades do programa, intercâmbios com membros de UCs de outros países, simpósios para promover as colaborações científicas entre os UCs… , entre muitas outras iniciativas.

Bianchi também comentou com os presentes algumas interações iniciadas com os programas de university chapters das sociedades de pesquisa em Materiais do México, onde o programa ainda é incipiente, como no Brasil, e dos Estados Unidos (a MRS), que, 15 anos após a criação do programa, possui mais de 80 chapters. “Vários ex-membros de university chapters são hoje lideranças na área de Materiais nos Estados Unidos”, destacou o coordenador.

A palavra, com os jovens

Na segunda parte da reunião, cada um dos UCs da SBPMat foi apresentado por seu presidente ou por algum representante. Larissa Arruda, secretária do UC de Biomateriais, que congrega estudantes da pós-graduação em Materiais da UNESP- Bauru e da Faculdade de Odontologia da USP, apresentou um grupo bem ativo, que tem realizado uma reunião por mês desde sua criação em abril deste ano.

Presidente do UC de Ouro Preto (MG), Mariane Murase destacou a composição multidisciplinar de seu grupo, composto por estudantes de graduação e pós-graduação em Física, Química e Engenharia. “Vejo o programa como uma oportunidade de crescer pessoal e profissionalmente e de interagir com a sociedade”, disse Mariane, que manifestou interesse em desenvolver ações de divulgação científica nas escolas.

Outra cidade mineira, Juiz de Fora, também já tem seu UC da SBPMat, presidido por Jefferson Martins. O grupo está interessado em realizar palestras, seminários e workshops na universidade. Jefferson acredita que a experiência do UC levará amadurecimento a seus membros e lhes permitirá compreender melhor como funcionam os processos dentro das instituições.

Vinda da cidade de Teresina (PI), Layane de Almeida contou que o UC que preside, chamado UNICHAPI, já realizou seu primeiro encontro e tem um site web em construção. Layane enxerga no UC uma possibilidade de estreitar as relações entre a indústria e a universidade – uma missão que considera de especial importância na região onde mora. Entre os pontos positivos do programa, a moça destacou a autonomia que os estudantes ganham para realizar as atividades ao receberem as verbas diretamente da SBPMat.

Os participantes da reunião histórica.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *