Nota em Defesa da CAPES.



Rio de Janeiro, 16 de abril de 2021.

A Sociedade Brasileira de Pesquisa em Materiais (SBPMat) manifesta profunda preocupação com a nomeação da Profa. Dra. Cláudia Mansani Queda de Toledo para a presidência da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (CAPES).

A CAPES foi fundada em 1951 e tem tido um papel fundamental na formação de recursos humanos de alto nível no Brasil desde a sua criação. Ademais, a CAPES é o órgão responsável por autorizar o funcionamento, financiar e avaliar os programas de pós-graduação de todas as áreas do conhecimento no Brasil. Sua atuação continuada tem permitido a continua e exitosa expansão e aumento da qualidade da pós-graduação brasileira ao longo destes 70 anos de existência.

A SBPMat entende que a presidência desta instituição deve ser ocupada por pessoas com sólida carreira acadêmica e profundo conhecimento dos sistemas de pós-graduação nacional e internacional. Ademais, nos parece essencial que o (a) presidente da CAPES tenha experiência na gestão de programas de pós-graduação de excelência, que conheça outras áreas de conhecimento além da sua especialidade, que tenha experiência comprovada na coordenação de projetos científicos e na formação de recursos humanos de alto nível. Estes requisitos não parecem ser satisfeitos pela atual presidente(a) nomeada para a instituição.

Considerando os argumentos apresentados, a Sociedade Brasileira de Pesquisa em Materiais, em consonância com outras sociedades científicas como SBF, SBQ e SBM solicita que o Ministério da Educação reveja a sua indicação para a presidência da CAPES e nomeie um profissional compatível com o cargo.

Sociedade Brasileira de Pesquisa em Materiais


Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *