Manifesto de coordenadores da Área de Materiais da CAPES pela retomada da avaliação.



Os coordenadores e ex-coordenadores de Programas de Pós-graduação da Área de  Materiais vêm por meio deste Manifesto declarar seu apoio às métricas, qualificadores  e indicadores definidos de forma conjunta para o aprimoramento do ciclo avaliativo e se  manifestar a favor da retomada da avaliação quadrienal CAPES 2017-2020. 

A Capes é uma fundação do Ministério da Educação e Cultura que existe desde 1951,  portanto há 70 anos que se mantém em um processo contínuo de aprimoramento. A  CAPES vem exercendo constantemente sua missão de capacitação de pessoal de nível  superior para o ensino e pesquisa, sempre visando o desenvolvimento econômico,  social e tecnológico, com grandes resultados para ciência e tecnologia brasileira. É  inegável o impacto direto de cientistas brasileiros, formados em instituições avaliadas  pela CAPES, no fortalecimento e modernização da agricultura e pecuária, da indústria  farmacêutica, de alimentos, têxtil, de insumos agrícolas, automobilística, em toda a  cadeia de derivados de petróleo, de biocombustíveis, alcoolquímica e açucareira, na  medicina, na cura de doenças, no meio ambiente, no tratamento de água e esgoto, na  construção de políticas sociais, na cultura, nos esportes, no sistema jurídico e na  construção civil. 

A ficha de avaliação vigente da área de Materiais, para a avaliação quadrienal CAPES  2017-2020, foi amplamente discutida pelos coordenadores dos programas de Pós Graduação, tendo sido as discussões concentradas em dois momentos: dezembro de  2018 e agosto de 2019 durante reunião de meio-termo. Adicionalmente foram realizadas  reuniões regionais, em dezembro de 2020 (que a área chamou de ¾ do quadriênio) para  que os coordenadores pudessem usar a ficha de avaliação com dados de 2017, 2018 e  2019 e assim sanar quaisquer dúvidas quanto ao preenchimento. As duas primeiras  reuniões ocorreram com participação massiva dos coordenadores nas dependências da  CAPES, em Brasília e as reuniões de 2020 ocorreram de forma remota também com  participação massiva dos coordenadores. 

A ficha de avaliação ressalta os seguintes pilares fundamentais: 

i) O Programa deve sempre buscar ações para alcançar excelência na formação  discente, na produção de conhecimento científico e tecnológico, e em impactar  positivamente a economia e a sociedade. 

ii) Programas devem possuir planejamento estratégico e ter sistemas de autoavaliação,  que tenham como principal objetivo a identificação de aspectos a serem aprimorados,  sempre buscando excelência no ensino e na formação dos discentes. 

iii) Docentes permanentes devem estar comprometidos com os objetivos do Programa  na busca por excelência na formação de discentes e na produção científica e  tecnológica que possa contribuir para a busca de soluções que impliquem na melhoria  das condições de vida da sociedade.

iv) A adoção do Qualis referência permite maior transparência aos critérios de  comparação do impacto da produção científica e tecnológica, estimula a produção  científica e tecnológica de qualidade e, assim, é um passo importante para o  aprimoramento da avaliação de todo o sistema de pós-graduação do país. 

A melhoria constante do ensino e da formação deve ser um compromisso de todas as  instituições, sempre visando máxima transparência, lisura e bom uso dos recursos tendo  no horizonte a busca pela melhoria na qualidade de vida da sociedade. Nesse processo, que passa pelo aprimoramento contínuo do sistema de avaliação, o trabalho de todos  os envolvidos, coordenadores dos PPGs, coordenação de área, docentes e discentes  não pode ser tolhido, enquanto ajustes finos da avaliação são feitos. 

Diante do exposto, gostaríamos de expressar nosso total apoio à manutenção da ficha  de avaliação estabelecida para o processo de avaliação dos Programas de Pós graduação da Área de Materiais, visto que a mesma foi discutida com a participação  ativa dos coordenadores o que implicou em um aprimoramento das métricas,  indicadores e qualificadores, seguida por discussão e aprovação pelo CTC-ES, para a  sua utilização na Avaliação Quadrienal 2017-2020. 

Marcos José Leite Santos (UFRGS) 

Sérgio Ribeiro Teixeira (UFRGS) 

Janaina da Silva Crespo (UCS) 

Luiz Carlos da Silva Filho (UNESP-Bauru/Sorocaba/Presidente Prudente)

Rafael Zadorosny (UNESP Ilha Solteira) 

Fauze Ahmad Aouada (UNESP Ilha Solteira) 

João Batista Rodrigues Neto (UFSC) 

Edson Noriyuki Ito (UFRN) 

Cicero Rafael Cena (UFMS) 

Rafael Alves de Oliveira (UFRPE) 

Daniela Brondani (UFSC) 

Eliria M. J. Agnolon Pallone (USP/FZEA) 

Juliano Fiorelli (USP/FZEA) 

Hermano Endlich Schneider Velten (UFOP) 

Ronaldo Junio Campos Batista (UFOP) 

Ricardo Alexandre Amar de Aguiar (CEFET/RJ) 

Neftali Lenin Villarreal Carreno (UFPel) 

Paulo Pedro Kenedi (CEFET/RJ) 

Vera Rosa Capelossi (UESC) 

Taiana Gabriela Moretti Bonadio (UNICENTRO) 

Maurício Roberto Bomio Delmonte (UFRN) 

Ivone Regina de Oliveira (Univap) 

Alan Christie da Silva Dantas (UNIVASF) 

Martine Chevrollier (UFRPE)

Marco Antonio Schiavon (UFSJ) 

André Carlos Silva (UFCAT) 

Walney Silva Araújo (UFC) 

Ricardo Peixoto Suassuna Dutra (UFPB) 

Christiano José Santiago de Matos (UPM) 

Marcos Massi (UPM) 

Bartolomeu cruz Viana Neto (UFPI) 

Eliana Ap. de Rezende Duek (PUCSP) 

Erika Peterson Gonçalves (Univap) 

Paulo Roberto da Silva Ribeiro (UFMA) 

Ricardo Stefani (UFMT) 

Roner Ferreira da Costa (UFERSA) 

Francisco Franciné Maia Júnior (UFERSA) 

Armando Juan Navarro Vázquez (UFPE) 

Eduardo Padrón Hernández (UFPE) 

Larissa Nardini Carli (UFSC) 

Evaldo Ribeiro (UFPR) 

Alessandro Francisco Martins (UTFPR) 

Aparecido Junior de Menezes (UFSCar – Sorocaba)

Paulo Roberto da Silva Ribeiro (UFMA – Campus Imperatriz)

Adenilson Oliveira dos Santos (UFMA – Campus Imperatriz)

Wilma Clemente de Lima Pinto (UEZO) 

Cleiton Carvalho Silva (UFC) 

Rafael Salomão (EESC/USP) 

Marcelo Falcão de Oliveira (EESC/USP) 

Marco A. S. Rodrigues (Feevale) 

Rusiene Monteiro de Almeida (UFAL)


Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *